(((o))) ALDEIA MUNDUS-(Rivaldo R. Ribeiro:José Bonifácio-SP)-Nature and Environment



Queimadas em canaviais.


 
 

QUEIMADAS EM CANAVIAIS- JOSÉ BONIFÁCIO-SP( Fotos Rivaldo R. Ribeiro)

 

A maldição das queimadas persiste, sempre existe as tais desculpas que são acidentais. Quantos acidentes?

Não há um dia que não estamos com a ar poluído vindo das queimadas nos canaviais. Um prejuízo para fauna, flora e o equilíbrio da natureza que já estamos vivenciando: a umidade relativa do ar sempre abaixo dos 30% extremamente prejudicial para nossa saúde.

É um dos fatores que vem contribuindo com as alterações climáticas uma delas os ciclos das chuvas. O Prejuízo ambiental que essas queimadas já causaram é incalculável, pois causam a poluição na atmosfera, mortandade de animais silvestres, prejudicial a saúde da população e já causou a destruição de reservas florestais que jamais serão recuperadas. Infelizmente as leis são aprovadas mas são ignoradas. O ART. 225 da Constituição Federal é uma delas.

Queimadas em canaviais-Foto Rivaldo R. Ribeiro

Queimadas em canaviais-José Bonifácio-SP

Ver mais:

http://aldeia-mundus777.blogspot.com.br/2015/08/queimadas-em-canaviais-jose-bonifacio.html


 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 17h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





  

QUEIMADAS EM CANAVIAIS:

JOSÉ BONIFÁCIO, REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO -SP

 

Mesmo proibido é fácil flagrar as colunas de fumaça vinda das queimadas nos canaviais ao redor da cidade de José Bonifácio, região de São José do Rio Preto-SP

Dos quatros cantos da cidade nessa semana nós fizemos essas fotos, um prejuízo para fauna, flora e saúde humana. Estamos vivendo uma seca nunca antes vista no Estado de São Paulo, ela vem ocorrendo com mais força no norte e noroeste do Estado.

Nesta região onde existem grandes fazendas dessa monocultura, uma ocorrência que deveria ser estudada com mais empenho por parte do governo, visto que é uma região com uma densidade demográfica acima de média.

Apenas São José do Rio Preto-SP já supera aos 500 mil habitantes e junto com outras cidades menores formamos milhões de pessoas que sofrem com a poluição e a baixa umidade do ar agravado com essas queimadas.

As plantações de cana de açúcar nesse período seco se torna altamente inflamável em virtude da sua densidade de palhas secas homogênea, que pode se incendiar apenas com uma fagulha de cigarro, caco de vidro ou alguma descarga elétrica. Assim nunca estaremos livres da maldição do ar carregado, fuligens e de uma paisagem uniforme e nada bonita de se ver: o chamado deserto verde, mesmo que esteja proibida a queima da palha da cana de açúcar sempre haverá incêndios, visto que estamos vivendo tempos de seca, um fenômeno que vem ocorrendo a cada ano com maior intensidade.

LINK UMIDADE DO AR: http://www.sigam.ambiente.sp.gov.br/Sigam2/Default.aspx?idPagina=4398  

(Obs. Caso a planilha do dia ainda não mostre a umidade do ar, troque o calendário para o dia anterior.)

MAIS INFORMAÇÕES NO MEU OUTRO BLOG:

 http://aldeia-mundus777.blogspot.com.br/

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 20h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

JOSÉ BONIFÁCIO-SP está no sopé de um vulcão???...

 

Algumas manhãs dá a impressão que JOSÉ BONIFÁCIO-SP se localiza num sopé de vulcão, tamanha a quantidade de fuligens que caem sobre a cidade originadas das QUEIMADAS NOS CANAVIAIS. Tamanha a poluição que conseguimos limpar apenas com água que usamos para consumo próprio, portanto agua tratada e isso com certeza irá onerar nossos bolsos no final do mês por causa do aumento do consumo.
.
A TV-TEM de São José do Rio Preto-SP afiliada da Rede Globo, salvo engano, informou que as queimadas foram autorizadas, se foram foi um crime ambiental e humanitário, pois a umidade relativa do ar  no dia 14 e 13/09/2013 foi de apenas 19%. Isso traz consequências danosas a saúde das pessoas idosas, crianças, alérgicos. Se forem pessoas sadias com certeza com esse bombardeio químico também adoecerão em breve, porque nenhum pulmão aguenta tantas agressões sistematicamente como acontece na nossa região. 
.
A Justiça? Os políticos? Esperar de quem? 
.
Só Deus que criou o mundo e sua natureza pode punir,como já vem acontecendo com as alterações climáticas, ciclos de chuvas alterados, calor excessivo e batendo recordes etc. E como já aconteceu no passado a desertificação das áreas degradadas.
.
Veja nos link abaixo a medição da umidade de ar:(MUDE NO CALENDÁRIO para a data que você pretende consultar)
.
Dia 13-09-2013 e no dia 14-09-2013 na manhã que fotos foram feitas:
http://www.sigam.ambiente.sp.gov.br/Sigam2/Default.aspx?idPagina=4398

Hoje(15-09-2013) a umidade está em 17%

Veja mais fotos no link abaixo:

http://painel-mundus777.blogspot.com.br/2013/09/jose-bonifacio-sp-fica-no-sope-de-um.html

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 00h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





De novo! Queimadas nos canaviais...

A região de José Bonifácio-SP é de novo vitima da poluição das queimadas nos canaviais,

por todos os lados foram vistas as colunas da fumaça venenosa e nociva ao meio ambiente e ao homem.

Alem disso nunca poderemos esquecer das centenas de animais que foram mortos e feridos nesse dia.

A nossa indignação que essa tragédia ambiental que prejudica a fauna, flora,  contribui para extinção das espécies, polui o ar, os aquiferos e prejudica nossa saúde.  Malefícios aceitos em troca de doações por essas Empresas a políticos,  instituições filantrópicas e prefeituras.

Outra alegação é a grande quantidade de empregos oferecidos a trabalhadores sem qualificação, algo que deveria dispertar para a solução do problema da educação e qualificação profissional, pois aqui mostra o nosso atraso.

Foto: Rivaldo R.Ribeiro

REPETINDO:

Uma nação que não respeita a sua própria constituição, que tipo de sociedade seremos?

 

 ART.225 CONSTITUIÇÃO BRASILEIRA 

 

“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”. Art.225

  

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988

VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Grifos meus

 

Veja mais fotos publicadas no ALDEIA MUNDUS II  

http://aldeia-mundus777.blogspot.com.br/ 

na coluna à direita  link "Queimadas nos canaviais".

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 02h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

Liminar exige estudo ambiental para autorização da queima da

palha da cana em Marília (SP)

Foto:Rivaldo R.Ribeiro

Imagem feita em José Bonifacio-SP, fumaça vista a partir da rua 21 de abril,centro.     Arquivo: ano 2011. Foto Rivaldo R.Ribeiro.

Decisão vale para autorizações emitidas desde 16 de março e atende pedido do MPF; multa pelo descumprimento é de R$ 10 mil

Uma liminar concedida pelo juiz federal Alexandre Sormani, da 1ª Vara Federal de Marília (SP), obriga a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) a exigir estudo de impacto ambiental como condição para a autorização da queima controlada da palha de cana-de-açúcar na região de Marília.

A decisão atende pedido do Ministério Público Federal em ação civil pública e vale para as autorizações concedidas desde o dia 16 de março. O juiz fixou em R$ 10 mil a multa para cada autorização futura que descumpra a liminar.

Baseada em legislação estadual, a CETESB não exige o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto sobre o Meio Ambiente (Rima) para a autorização de queimadas controladas da palha de cana no Estado de São Paulo, o que motivou o MPF a ingressar com ações civis públicas em várias regiões canavieiras.

De acordo com o procurador da República Jefferson Aparecido Dias, autor da ação proposta pelo MPF em Marília, a queima da palha de cana causa danos à saúde pública e à saúde dos trabalhadores, oferece riscos ao meio ambiente e degradação da atmosfera, argumentos que foram aceitos pelo juiz federal.

Na liminar, Sormani decidiu que a própria legislação estadual prevê prazo para a eliminação da queima da palha, o que evidencia “risco de significativa degradação do meio ambiente”.

O juiz reconheceu que a exigência de prévio estudo poderá gerar custos econômicos ao empreendedor, mas a necessidade de preservação ambiental e a proteção à saúde humana devem prevalecer. “Não vejo no rol hierárquico de valores constitucionais os “custos” em patamar superior à preservação ambiental e à proteção à saúde humana”, decidiu Sormani.

O juiz na decisão, sugere que os produtores podem tentar dividir custos dos estudos de impacto ambiental: “Não vejo óbice para que produtores de uma mesma região se valham de um mesmo EIA/Rima, que abranja a área de suas propriedades e as peculiaridades locais, consorciando-se nos custos”, mas adverte que os produtores “não poderão se valer de estudo destinado a outra região ou a outra realidade ambiental”.

Sormani esclareceu que a necessidade de estudos de impacto ambiental não representa nenhuma punição à atividade canavieira. “Qualquer empreendimento, público ou privado, tem que levar em conta seu contexto a proteção ambiental”, apontou.

Leia aqui a íntegra da decisão judicial na ACP nº 0000141-77.2012.403.6111

 Fonte: Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

  

Fonte: http://www.ecodebate.com.br

 

 [ O conteúdo do EcoDebate é “Copyleft”, podendo ser copiado, reproduzido e/ou distribuído, desde que seja dado crédito ao autor, ao Ecodebate e, se for o caso, à fonte primária da informação ]

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 00h15
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

 O TAMANDUÁ(Queimadas nos canaviais)

O TAMANDUÁ(Queimadas nos canaviais)

De: Rivaldo R.Ribeiro-José Bonifácio-SP


Um UOL Busca tamanduá andava pelo seu mundo, entre árvores, galhos, flores, frutos e as formigas... Sempre foi assim, ninguém os incomodava, olhava as planícies, fugia de seus inimigos naturais, assim tocava sua vida instintivamente...

Certo dia veio um monstro de aço foi derrubando arvores, arbusto, afugentando animais, pássaros, até uma construção que ajudava a contar a história do lugar foi ao chão. Assim o nosso tamanduá e outros animais expulsos das suas moradas foram para outros capões de mato, e por lá eles ficaram....

A planície vermelha da terra revirada com o tempo foi ficando verde com aquelas plantas estranhas que nasciam rapidamente. O tamanduá olhava desconfiado, mas ficava por ali mesmo. Enquanto isso outros animais já se haviam aventurado por lá, até que era bom!!!

Assim certo dia o tamanduá resolveu entrar acompanhado de seu filhote no meio daquela nova vegetação estranha, quando de repente percebeu que havia fumaça e labaredas de fogo por todos os lados, olhou para seu filhote desesperado, uma lebre correu rapidamente para dentro do fogo se contorceu alguns minutos e morreu. Logo outro animal morria emitindo gritos horríveis, por todos os lados viam-se desespero e morte... O tamanduá aflito para salvar seu filhote olhou para o céu queria ver a direção da fumaça, mas o vento também confuso fazia redemoinhos e nada definia...

 

Alguns pássaros conseguiam levantar vôo, mas outros eram engolidos pelas labaredas e o calor insuportável: morriam como se fossem folhas secas...               

O fogo foi aproximando rapidamente... Seu filhote olhou para o lado e o seu instinto de luta pela sobrevivência o fez pular no fogo e sumiu. O tamanduá no meio daquele inferno de fogo e fumaça corria atordoado para todos os lados, até que viu uma saída aonde o fogo já havia passado com sua destruição.

 Naquele rastro negro: aves, tatus, outros animais, todos mortos, entre eles um pequeno tamanduá que parecia seu filhote, mas estava deformado, contorcido, e não havia mais aquele cheirinho que todos sentem pelas suas crias que pudesse o identificar, tudo era cinza com aquele odor horrível do fogo. E ele cambaleante saiu fora dali com muita dor por causa das queimaduras e pela tristeza da morte de seu filhote.

Sozinho e aturdido tomou a estradinha, foi caminhando devagar com muita dificuldade, olhou para trás e via uma densa nuvem de fumaça que tomava conta do céu, quantos companheiros foram incinerados naquele dia??

 

 Enquanto caminhava  ele foi se aproximando de um sítio, os cães latiam, mas ele não teve medo, não sabia por quê?Talvez fosse a dor lancinante que sentia por causa das queimaduras. Perto da cerca os cães o acuavam... Nesse instante apareceu por ironia um homem jovem que o acolheu, colocou num pequeno cercado e depois outros homens o levaram para que fosse tratado das suas feridas e traumas...(?????)



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 00h58
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

 José Bonifácio-SP sofre de novo com o SUFOCO das queimadas nos canaviais:

 A irresponsabilidade continua...!  

Hoje, dia 16/07/2011 eu dirigia pela Avenida Campos Sales na cidade de José Bonifacio-SP quando notei que sol escurecia, mas era um dia sem nuvens. Estamos vivendo um tempo seco, a chuva foi embora...  

Segundo o SIGAM - Sistema Integrado de Gestão Ambiental - SMA/CBRN a umidade relativa do ar nesse dia 16/07/2011 foi de apenas 25% (Região administrativa de São Jose do Rio Preto-SP.)

 Olhei para o horizonte e vi a causa: novamente a maldição das queimadas da palha da cana ou queimadas nos canaviais. O Sufoco estaria recomeçando...  

As pessoas já sofrem com o clima árido, o cheiro ardido destas queimadas que infelizmente jamais ficaremos livres, mesmo que cumpram as leis, proibição por causa da umidade do ar, mesmo que haja mortes de animais e de pessoas.  Mesmo que mecanizem as lavouras. Os incêndios irão ocorrer, pois é uma cultura altamente inflamável que somando com o clima seco fatalmente isso irá sempre acontecer. 

O nosso horizonte de uma região próspera agora está vendo o retrocesso.  

Campos que antes eram verdes e enchia nossos olhos com plantações de arroz, milho, café, algodão, criação de gado, agora domina a cultura feia e nociva da cana de açúcar, que alem de poluir a atmosfera com suas queimadas já vem contaminando o aguifero guarani uma das maiores reservas subterrâneas de água doce do mundo com uso excessivo de agrotóxico. UOL Busca Aquifero Guarani e a Monocultura cana de açucar

O governo perde tempo em não planejar um zoneamento agrícola para o Estado de São Paulo, pois tem uma grande densidade demográfica justamente onde concentra a monocultura da cana de açúcar que coincidentemente é um fator negativo a saúde dessa mesma população.  

Agora à noite o ar está irrespirável, as luminárias dos postes estão ofuscadas pela fumaça escondida pela noite, sofremos com isso... Cadê as autoridades que elegemos para nos defender? Cadê a justiça que confiamos?  Até quando ficaremos aqui como cordeiros à espera das enfermidades que essa poluição possa causar.

Antes que sejamos tosquiados temos uma das maiores armas que a democracia ainda nos permite: eleger realmente quem nos quer bem. Se isso não for possível, cabe apenas devolver o mesmo tratamento que os políticos nos impõem, jogar nosso voto na lata do lixo...   

Queimadas canaviais-José Bonifácio-SP

Veja mais fotos , clique aqui:

ALDEIA MUNDUS II

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 01h46
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 SUFOCO NA CIDADE DE JOSÉ BONIFÁCIO-SP

ANO 2010: SUFOCO NA CIDADE DE JOSÉ BONIFÁCIO-SP

 

 

Espero que nesse ano de 2011 não tenhamos o SUFOCO que foi o ano de 2010, referente à poluição das queimadas nos canaviais.

 

 

A poluição das queimadas nos canaviais desrespeita a um dos mais fundamentais direito do homem: A SAUDE.

 

Nas imagens abaixo feitas da cidade de José Bonifácio-SP, mostra verdadeiros cogumelos de origem nas queimadas nos canaviais no ano 2010.

 

A população sofreu com o ar pesado, fuligens e os gases perigosos a saúde das pessoas mais velhas, crianças e alérgicas.

 

UOL Busca O Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente). deixa bem claro sobre assunto, alem do UOL Busca PRINCIPIO DA PRECAUÇÃOUOL Busca Lei de Crimes Ambientais ou Lei da Natureza - Lei nº. 9.605/98 que qualquer autoridade EXECUTIVA, JUDICIÁRIA OU LEGISLATIVA que zela pela saúde da população e proteção do meio ambiente poderia por em prática.

 

Vejam mais fotos nos links abaixo :

 

 

 

1) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2011/02/sufoco-epoca-das-queimadas-nos.html#links

 

2) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2011/02/sufoco-2-horizontes-tristes-nas-tardes.html#links 

 

3) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2011/02/sufoco-3-poluicao-das-queimadas-nos.html#links

 

4) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2010/12/queimadas-em-canaviais-nos-arredores-de.html#links

 

5) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2010/08/queimadas-em-canaviais-jose-bonifacio.html#links

 

6) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2010/08/imagem-do-por-do-sol-em-jose-bonifacio.html#links

 

7) http://aldeia-mundus777.blogspot.com/2010/08/sinais-no-ceu.html#links

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 02h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 Zoneamento agroambiental

Gases das queimadas sobre José Bonifácio-SP

Gases das queimadas sobre a cidade de José Bonifácio-SP-Foto Rivaldo R.Ribeiro

Imagem no Campo da fumaça das queimadas.

Poluição  e plantaçao de cana de açucar- Foto Kleber Ribeiro.

É preciso planejar com urgência o zoneamento agroambiental da Monocultura da cana-de-açúcar em São Paulo.

 

Alem das queimadas naturais, acidentais e criminosas para facilitar o desmatamento.

Nós paulistas ainda temos que conviver com as queimadas também criminosas nos canaviais, o governo  esqueceu que o Estado de São Paulo é o Estado que tem a  maior densidade demográfica, e isso agrava os problemas de saúde obviamente em maior numero de pessoas.

Portanto pode-se dizer que quase toda a população do interior paulista vem sendo sufocada com a poluição causada pela queima da palha da cana.

 

A promessa da mecanização pode melhorar, entretanto nunca irá solucionar o perigo das queimadas, pois os canaviais têm grande facilidade para se incendiar. Será um risco constante de ocorrer uma tragédia diante de um fogo rápido e difícil de dominar.

 

Na nossa região (Norte do Estado de São Paulo) inúmeros incêndios foram registrados como acidentais e criminosos, ou espontâneos por causa da seca prolongada que atinge a região ano após ano.

 

Seca que pode ter origem na quantidade de gases que sobem à atmosfera originados destas queimadas. Esses gases influem na pressão atmosférica e contribuem para baixa umidade do ar, desviando as frentes frias que vem do sul do país, estudo nesse sentido já foi feito em MS.

 

Alem da grande mortandade de animais carbonizados, é uma monocultura altamente modificadora dos biomas locais. E não podemos esquecer que as grandes fazendas de cana de açúcar estão exatamente sobre um importante aqüífero: O Guarani que serve  agua potável  milhões de pessoas, nos estados de São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais e Goiás. E nos paises Paraguai, Uruguai e Argentina.

 

O governo precisa pensar com urgência em um zoneamento agroambiental para que essa monocultura não aumente ainda mais a sua rejeição e antipatia  das populações que sofrem seus efeitos negativos. 

 

 

 

Mais duas usinas serão construídas na região de São José do Rio Preto.

 

A TV-TEM de São José do Rio Preto divulgou nessa semana a construção de Duas usinas, uma em Brejo Alegre, outra em Promissão por um grupo estrangeiro Indiano, que irá proporcionar mais plantio de cana de açúcar na região, uma preocupação a mais com o já comprometido meio ambiente.

 

Serão gerados cerca 1,2 mil de empregos, uma noticia que não é necessariamente um alento, pois não leva o Brasil a um desenvolvimento sustentável, é uma indústria altamente dependente da água, tanto das chuvas como dos rios. Um paradoxo sendo o setor sucroalcooleiro uma das causas das alterações climáticas e assoreamentos dos rios.      

 

 

Por falar nisso veja:

UOL Busca Condições de trabalho na índia.



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 00h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 FOTOS DA POLUIÇÃO DAS QUEIMADAS-JOSÉ BONIFÁCIO-SP

POLUIÇÃO DAS QUEIMADAS CANAVIAIS-JOSE BONIFACIO-SP

**************************************************************

POLUIÇÃO QUEIMADAS CANAVIAIS-JOSÉ BONIFÁCIO-SP- TERRA NOSTRA

Foto ao fundo residencial Terra Nostra.

*********************************************

ALTO DO JARDIM ACLIMAÇÃO     ALTO JARDIM ACLIMAÇÃO.

Começo do Jardim Aclimação.

**************************************************************

Foto vista a partir do Bairro Brancate:

IMAGEM VISTA DO BAIRRO BRANCATE.

 

Veja mais informações e fotos ampliadas no novo blog:

http://aldeia-mundus777.blogspot.com/



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 01h12
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Mato Grosso do Sul: Queima da palha da cana de açúcar

está proibida em 18 municípios

 

Fonte: PORTAL ECODEBATE-Cidadania e Meio Ambiente

 

Liberação somente do Ibama e com estudo de impacto ambiental.

 

O Ministério Público Federal (MPF/MS) e Ministério Público do UOL Busca Mato Grosso do Sul (MP/MS) conseguiram na Justiça a suspensão de todas as autorizações para a queima da palha da cana de açúcar na região de Dourados, sul de Mato Grosso do Sul. A decisão liminar vale para os 18 municípios que compõem a subseção judiciária de Dourados, a maioria grandes produtores agrícolas. Foi determinada a suspensão das autorizações já concedidas pelos municípios, que não podem mais autorizar a queima.

A Justiça decidiu que somente o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (UOL Busca Ibama) poderá promover o licenciamento ambiental de empreendimentos agrícolas na região de Dourados. Uma inovação é a exigência de estudo de impacto ambiental (EIA) que analise as consequências da queima “para a saúde humana, as áreas de preservação ambiental, remanescentes florestais e a população indígena”, além da influência para a atmosfera e o efeito estufa. O licenciamento ambiental deve seguir o procedimento indicado na Resolução Conama 237/97.

Lei estadual não é válida – A autorização para a queima é originalmente concedida pelo governo do estado, mas esta função foi delegada aos municípios pela Lei Estadual nº 3.357/2007, considerada inconstitucional pelo Ministério Público. A Justiça concordou com o MP, ao afirmar que a lei “não poderia autorizar um município a avaliar um dano ambiental que supera sua extensão territorial”, já que os resíduos gerados pela queima podem atingir cidades, estados e até países vizinhos”. O Paraguai fica a 120 km de Dourados.

A Justiça também considerou que o legislativo estadual não pode contrariar lei federal que exige o licenciamento ambiental. “Não pode o poder legislativo pensar que uma atividade não seja potencialmente poluidora ao meio ambiente, é preciso comprová-la”. Na sentença, o juiz afirma que “dispomos de um moderno parque agroindustrial sucro-alcooleiro, que exporta tecnologia, e, ainda assim, vale-se de uma prática daninha, prévia ao povoamento do Brasil pelos portugueses”.

Prejuízos a toda a comunidade – Estudo técnico apresentado pelo Ministério Público Federal concluiu que a prática das queimadas é prejudicial à agricultura, à saúde humana e aos demais seres vivos pois deixa o solo nu; aumenta a erosão; destrói a matéria orgânica do solo, diminuindo sua fertilidade e a produtividade das lavouras; provoca crescimento exagerado de pragas, o que leva ao uso intensivo de agrotóxicos e gera aumento de despesas públicas no tratamento de moléstias causadas pela fuligem da queima”.

Entre os estudos apresentados pelo MPF, a tese de José Eduardo Cançado, da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, foi citada pelo juiz na decisão: “Já existem evidências robustas dos malefícios que a queima da palha da cana de açúcar traz para o meio ambiente das regiões onde é executada, favorecendo apenas um pequeno grupo de produtores, em detrimento de toda a comunidade. Portanto, não há razão para que medidas efetivas de banimento desta atividade não sejam implementadas pelas autoridades”.

 

Os municípios abrangidos pela decisão judicial são Anaurilândia, Angélica, Bataiporã, Caarapó, Deodápolis, Douradina, Dourados, Fátima do Sul, Glória de Dourados, Itaporã, Ivinhema, Maracaju, Nova Alvorada do Sul, Nova Andradina, Novo Horizonte do Sul, Rio Brilhante, Taquarussu e Vicentina.

 

Referência processual na Justiça Federal de Dourados: nº 0004821-83.2008.403.6002

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 23h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS EM JOSE BONIFÁCIO-SP

 

Fonte http://blogdomorani.blogspot.com publicado no dia 29/06/2010 texto de autoria de Mario Augusto de Moraes Machado (Morani)-UOL Busca Nova Friburgo, RJ. A quem agradeço pelo apoio, não a mim, mas a humanidade...  (Rivaldo R.Ribeiro)

 

 

José Bonifácio é um município do Estado de São Paulo. Pequeno, acolhedor, ordeiro e com uma população que prima por manter sua cidade natal isenta de poluições, que é o que mais vemos na maioria das cidades brasileiras. Mal do século? Pode ser. Acho, no entanto, que é um mal de caráter generalizado, uma indiferença às coisas corretas e saudáveis. O homem deste nosso século parece se dar bem vivendo entre os mais diversos tipos de poluição. A preocupação das autoridades, conquanto pareçam estar voltadas exclusivamente ao combate de agentes poluidores, estão focadas apenas em números e em estatísticas econômicas; em o crescimento do PIB, em o montante das reservas do superávit primário e às suas relações comerciais aos governos alienígenas e, ainda, mais focados aos problemas políticos de países como Irã, Venezuela e outros que vivem em brigas de cachorros doidos entre si.

 

Pois em José Bonifácio alguns desejam o continuísmo da prática condenável das queimadas de seus canaviais, sem lembrar a vida da fauna animal que permeia não só as plantações de cana como as matas ciliares que cercam o município. E o povo? o povo, que vive no município, concorrendo para o progresso da cidade e para a conservação de uma atmosfera limpa e respirável, esse vem sofrendo igualmente a essas queimadas criminosas. Agosto ai está batendo às nossas portas; é nessa época, em geral, que aumenta o fogo nessas plantações. A fuligem se espalha por todos os cantos; crianças, e idosos principalmente, sofrem mais com a fumaça, que sobe como um cogumelo atômico e por isso nefasto.

 

No entanto, um cidadão se bate contra a muralha das autoridades indiferentes em seu município. Dizem, essas autoridades, que sem uma Lei Municipal não se pode efetuar fiscalizações corretivas ou punitivas aos que infringem o código natural de respeito à Natureza que engloba, num todo, pessoas, plantas e animais domésticos ou não.

 

Esse cidadão, de elevada religiosidade e espírito cívico, tem nome: Rivaldo R. Ribeiro. Luta com as suas armas, com a sua capacidade intelectiva, com o seu amor pela cidade que o tem como morador: seu www.aldeia.mundus.zip.net é uma dessas armas.

Agora, ele prepara um novo, para abranger de maneira mais positiva seus longos e angustiantes gritos a favor de seu município e munícipes. Esse jovem, sem apoio de autoridades locais e sem quaisquer financiamentos, vem mantendo na NET um verdadeiro painel de verdades e de pedidos de socorro, não só à sua cidade de José Bonifácio como a muitas outras que sofrem dos mesmos distúrbios criminosos.

 

Será demais solicitar, rogar, invocar às autoridades que desviem seus olhares a esses absurdos e aprovem uma Lei Municipal proibindo as queimadas de canaviais?

A Luta do jovem UOL Busca Rivaldo Roberto Ribeiro precisa de coadjuvantes, e urgentemente.

 



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 23h42
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Holocausto dos animais.

 

Hoje (29/06/10) a TV Globo regional de São José do Rio Preto exibiu cenas horríveis de animais mortos nas queimadas DE CANA.

 

Uma pequena lebre agonizava, seu corpinho se mostrava vermelho em sangue como se tivesse arrancado toda sua pele.

 

Fiquei com náuzeas por causa daquela crueldade.

 

Como podem fazer isso? Temo pelo castigo que Deus irá nos impor...

 

Dos homens não tenho mais esperanças.

 

Como está no UOL Busca Livro do Apocalipse: no final dos tempos os homens ficarão cegos...



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 02h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

Queimadas nos canaviais, José Bonifácio-SP.

 

Fumaça de queimadas canaviais-José Bonifácio-SP 

 

Na seção RESPINGOS LEGISLATIVOS  da Folha de José Bonifácio on-line do dia 09/05/10 foi publicada a nota abaixo (*1) sobre as queimadas nos canaviais, onde três vereadores (José Fachin, Marcelo J. do Carmo, Marlon Cardoso) falaram sobre o assunto.

 

Eles procuraram estabelecer os culpados desse crime ambiental, que prejudica em muito a natureza (fauna e flora), meio ambiente e a saúde pública...  

 

Tentar descobrir de quem é a culpa a respeito de um dos maiores crimes ambientais que vem ocorrendo no Estado de São Paulo, é no mínimo uma desculpa para depois alegar que não “tocou” no assunto ou que não tentou corrigi-lo.  Porque sem dúvida alguma é um crime. Um crime que poderemos classificá-lo como um atentado aos direitos humanos, pois se enquadra no direito à saúde de todos nós.

 

O vereador José Fachin reclamou que essas queimadas vêm matando pequenos animais selvagens, mas ele se esquece dos animais de médio porte e do próprio homem, pois as queimadas produzem cerca de 70 produtos químicos entre eles alguns cancerígenos. Quem se responsabiliza pela saúde das pessoas?

 

Na época das queimadas aumentam os problemas respiratórios nas crianças, alérgicos, idosos e asmáticos. É um problema de saúde pública que ninguém quer assumir.  O futuro irá cobrar dos irresponsáveis de hoje.  

 

O vereador Marcelo J.do Carmo bem que tentou aprovar uma lei que disciplinava as queimadas nos canaviais no município de José Bonifácio-SP, mas não conseguiu que  fosse aprovada.

 

O vereador Marlon Cardoso alega que não há fiscalização, mas fiscalizar qualquer infração sem uma lei que determina as sansões penais e  administrativas é impossível.

 

É certo que temos as leis estaduais e federais (*2), contudo muitos municípios criaram suas legislações próprias, poderemos citar Rio Preto, Bady Bassit e Cedral, nesses municípios leis municipais não permitem a queimada, nem mesmo durante a noite - horário permitido pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente.

 

A natureza e o meio ambiente fogem de qualquer ideologia política e partidária, pois o planeta já vem atravessando grandes tragédias climáticas, o aquecimento global se agrava a cada ano, os ciclos de chuvas já estão alterados. ..

 

Os homens imaginam que governam o mundo, mas estão equivocados... Porque  é na natureza a fonte da vida... 

 

 

(*2)Leis ambientais:

 

UOL Busca O Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente). VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

 

UOL Busca PRINCIPIO PRECAUÇÃO.

 

UOL Busca Lei de Crimes Ambientais ou Lei da Natureza - Lei nº. 9.605/98

 

 

 

(*1) RESPINGOS LEGISLATIVOS

 

DE QUEM É A CULPA? - Na última sessão do dia 3, o vereador José Fachin reclamava contra queimadas nos canaviais, que estão matando pequenos animais selvagens, quando o vereador Marcelo J. do Carmo tomou a "deixa" para também reclamar contra a oposição. Os cinco vereadores dessa bancada rejeitaram projeto de sua autoria que disciplinava a queima em canaviais no município e estabelecia punições. São eles os culpados, concluiu Marcelo.

 

A CULPADA É A PREFEITURA - O vereador Marlon Cardoso não deixou passar essa. Embora sem citar a Prefeitura, alegou que as queimadas já estão regulamentadas por leis estaduais e o que falta é fiscalização. Ele reconhece, entretanto, que o município não tem condições de assumir esse serviço. Em resposta, Marcelo J. do Carmo resumiu: “Não há fiscalização (municipal) porque não há lei (municipal)”.

 

 

Quanto a dificuldade de fiscalização do município  citada  pelo vereador Marlon, acessando os  LINKs abaixo nos mostra uma  reportagem dizendo que existe tecnologia que auxilia nesse trabalho.

 

 

DIARIOWEB:Tecnologia faz multas contra queimadas atingir R$ 1 milhão

 

UNESP:Tecnologia faz multas contra queimadas atingir R$ 1 milhão

 

 ******************************************************************************************* 

 

BUSCA UOL:O que foi publicado nesse blog sobre queimadas nos canaviais 

 

 

Clique aqui e veja todas as postagens sobre o tema queimadas nos canaviais.

 

  

Arquivo:Foto cedida pela Policia Ambiental.



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 02h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

Foto ilustrativaFoto ilustrativa-Trabalhador no corte da cana

 

 

MPF/RJ: queimadas de cana em usinas no norte fluminense devem parar

 

 

Ação do MPF quer suspender licenças expedidas pelo Inea

O Ministério Público Federal (MPF) em Campos (RJ) entrou com ação civil pública contra as usinas Cooperativa Agroindustrial do Estado do Rio de Janeiro (Coagro), Santa Cruz, Paraíso de Tocus, Sapucaia S/A e Pureza Indústria e Comércio (UPIC) para que elas cessem, imediatamente, o uso do fogo na monocultura da cana-de-açúcar nos municípios de Campos, Cambuci, São João da Barra, Itaocara, São Francisco de Itabapoana, Quissamã e São Fidélis. As queimadas, além de causar graves problemas à saúde dos trabalhadores e moradores da região, têm produzido danos ao meio ambiente como a destruição de espécimes da fauna e da flora. A ação corre na 2ª Vara Federal de Campos dos Goytacazes (processo nº 2009.51.03.002354-4).

Segundo o procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, autor da ação, ao inspirarem a fuligem produzida pelas queimadas, as pessoas com problemas respiratórios também ficam mais vulneráveis ao vírus UOL Busca H1N1, o que poderá aumentar a proliferação da doença nos municípios do norte fluminense.

Além das cinco usinas, o MPF está processando o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e quer que todas as licenças e autorizações expedidas pelo instituto e todos os termos de ajuste de conduta (TACs) que promovam a queima controlada da palha de cana-de-açúcar sejam anulados, paralisando de forma definitiva as atividades de queima. A ação decorre de um procedimento administrativo instaurado pelo MPF em 30 de julho de 2009 para investigar a queima vedada da cana no norte fluminense.

Desde maio de 1992, quando foi publicada a Lei Orgânica no município de Campos, as usinas vêm descumprindo a lei que as proíbe de descarregar na atmosfera material particulado proveniente da queima de bagaço de cana, assim como emitir fumaça negra da combustão. A queimada da palha de cana descumpre também cláusulas do protocolo de Kyoto, nas quais os países-membros se comprometeram a reduzir a emissão de gases que contribuem com o efeito estufa até o ano de 2012.

Males das queimadas na cana – A fuligem oriunda da queimada causa, entre outros males: desequilíbrios na flora e fauna; diminuição da qualidade do ar nas cidades e o aumento do efeito estufa; destruição da camada de ozônio; surgimento de chuvas ácidas; diminuição da disponibilidade de nutrientes nos solos; impacto sobre à saúde das pessoas, principalmente as alérgicas e as que padecem de doenças respiratórias, inclusive crianças e idosos.

* Informe da Procuradoria da República no Rio de Janeiro publicado pelo EcoDebate,, 03/09/2009

Fonte Portal Ecodebate:http://www.ecodebate.com.br



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 12h51
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Queimadas em Campos, RJ: Usinas ficam proibidas de fazer uso do fogo na monocultura da cana-de-açúcar.

 

A partir de uma ação civil pública, o Ministério Público Federal no Rio de Janeiro (MPF/RJ) conseguiu suspender temporariamente a utilização de queimadas como parte do processo de colheita da cana-de-açúcar nas áreas de Campos de Goytacazes. A decisão liminar foi proferida pelo Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região em recurso impetrado pelo procurador da República Eduardo Santos de Oliveira, autor da ação, que discordou da liminar parcial concedida pelo juiz de 1ª instância que limitava em apenas 10% a área na qual as queimadas deveriam acabar.

 

A pedido do MPF, o TRF suspendeu a licença e as autorizações expedidas pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente e pelo Instituto do Meio Ambiente (Inea) que permitiam o uso do fogo na monocultura da cana-de-açúcar pelas usinas.

 

O objetivo do MPF é proteger a integridade física dos trabalhadores rurais, pois, de acordo com investigações feitas, as empresas não avisam as datas e horários das queimadas, o que já resultou na morte de uma trabalhadora. As queimadas também colocam em risco a vida de todos que se encontram nos locais onde elas acontecem.

 

Além disso, no período de safra da cana-de-açúcar, foram registrados 3.370 casos crônicos de doenças respiratórias e oftalmológicas, atingindo principalmente crianças e idosos. O fogo usado para a facilitação do corte da palha da cana gera graves danos ambientais como a destruição de espécies da fauna nativa, alteração da umidade da terra, aquecimento da superfície, alteração das taxas de infiltração de água, diminuição da fertilidade do solo, dentre outros.

 

De acordo com o procurador da República em Campo dos Goytacazes, Eduardo Santos, “as queimadas afetam a saúde de toda a população, por isto confiamos em que o TRF confirme o fim delas em sua decisão final”.

 

Informe da Procuradoria da República no Rio de Janeiro, publicado pelo EcoDebate,, 18/03/2010

 

 

Fonte Portal Ecodebate:http://www.ecodebate.com.br



Postado por Rivaldo R. Ribeiro às 12h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

A safra 2008/09 da cana-de-açúcar

ONG Repórter Brasil. - mercredi 24 février 2010

 

A safra 2008/09 da cana-de-açúcar terminou com uma série de impactos socioambientais negativos, como violações aos direitos trabalhistas, degradação ambiental e desrespeito aos direitos de populações indígenas. Essas são algumas conclusões do último relatório do Centro de Monitoramento de Agrocombustíveis (CMA) da ONG Repórter Brasil.

  

O estudo faz uma análise dos vetores que puxaram a produção de cana no país em 2009. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção brasileira atingiu 612,2 milhões de toneladas em 2009, alta de 7,1% em relação ao período anterior. O estado de São Paulo concentrou 57,8% da produção e colheu 354,3 milhões de toneladas, 2,5% a mais do que em 2008.

 

Além do preço do açúcar, que estimulou o setor em 2009, o etanol também serviu de motivação para os usineiros. A venda de veículos flex, ou seja, que podem utilizar gasolina ou etanol, representaram 92,3% do total de unidades negociadas no país em 2009. Foram 2,6 milhões de veículos novos vendidos ao longo de 2009, uma alta de 13,9% em relação ao ano anterior, de acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

 

O grande problema, segundo o relatório do CMA, é que o aumento a produção de cana-de-açúcar e de etanol tende a ser feito sobre bases pouco comprometidas em termos socioambientais. Uma análise das condições trabalhistas do setor é reveladora. Em 2009, 1.911 trabalhadores escravos foram libertados no setor da cana nos estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso, Pernambuco, e Rio de Janeiro.

 

Em São Paulo, onde está a maior parte da produção, os problemas trabalhistas se concentram no excesso de jornada e em más condições de segurança, higiene e alimentação. As violações em termos laborais não envolvem apenas pequenos produtores. Vale lembrar que a Cosan, maior grupo sucroalcooleiro do país, foi inserido em dezembro de 2009 na "lista suja" do trabalho escravo do Ministério do Trabalho e Emprego – e saiu em seguida, após liminar obtida na Justiça.

 

Propostas para enquadrar o setor sucroalcooleiro em 2009, o Zoneamento Agroecológico da Cana-de-Açúcar (ZAE) e o Compromisso Nacional para Aperfeiçoar as Condições de Trabalho na Cana-de-Açúcar permanecem no papel. Enquanto o ZAE depende de avaliação pelo Congresso Nacional, os gestores do "Compromisso" ainda não definiram como será feito o monitoramento das usinas signatárias.

 

Estimativas dão conta de que 600 mil hectares de Cerrado nativo poderão ser convertidos diretamente em cana até 2035 e outros 10 milhões, hoje com outras atividades agropecuárias, correm o risco de se tornarem grandes canaviais. Estados com áreas de expansão, como Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, tiveram em 2007 e 2008 áreas de floresta convertidas em cana.

 

O estudo do CMA também faz uma alerta sobre a segurança alimentar do país. A tese do governo e do setor sucroalcooleiro de que a expansão da cana se dará, sobretudo, sobre pastagens degradadas pode ser uma tendência para o futuro, mas não é em todo verdadeira. De acordo com o Canasat, sistema de monitoramento do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), nos estados de Minas Gerais, Goiânia, Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram principalmente as culturas alimentares que perderam área para a cana nos últimos anos.

 

O relatório também traz análises sobre os impactos causados pela cana a populações indígenas. Problemas fundiários entre produtores de cana e indígenas são graves no Mato Grosso do Sul. Entre as 42 Terras Indígenas já reconhecidas no Estado, grande parte se concentra na região da expansão canavieira no Cone Sul do Estado. De acordo com o Ministério Público Federal, 16 usinas estão localizadas nos municípios sul-mato-grossenses onde há terras já identificadas e delimitadas pela Funai.

 

Sucre-ethique.org/ONG-Reporter-Brasil-Cana-de-acucar



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 10h18
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

Ribeirão Preto, SP Setor sucroalcooleiro lidera ranking da poluição ambiental na região.

 

Maioria das multas acima de 1.000 Ufesps aplicadas pela UOL Busca Cetesb no ano envolveu empresas do setor sucroalcooleiro. De 70 autuações, 31 foram para 16 usinas; em 2º lugar no levantamento vêm prefeituras como as de Monte Alto e Bebedouro.

 

As usinas de cana-de-açúcar lideram o ranking de multas por grandes crimes ambientais aplicadas pela Cetesb (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) este ano na região de Ribeirão Preto, no período entre janeiro e novembro. Em segundo lugar aparecem as prefeituras. Matéria de Juliana Coissi, da Folha RIBEIRÃO, na Folha de S.Paulo, 16/12/2008.

 

A constatação está em levantamento feito pela Folha com base apenas nas autuações superiores a 1.000 Ufesps (Unidades Fiscais do Estado de São Paulo), que hoje equivalem a R$ 14,8 mil -a maior multa aplicada pela agência ambiental paulista é de 10 mil Ufesps.

 

Somadas, as multas acima de 1.000 Ufesps aplicadas ao setor sucroalcooleiro somam R$ 2,6 milhões. A maior parte, segundo a Cetesb, é por conta de queimas irregulares da palha da cana. De um total de 70 multas acima de 1.000 Ufesps aplicadas no período, 31 foram imputadas a 16 usinas da região.

 

Entre as usinas multadas estão a Mandu (Guaíra), a Guarani (Olímpia), a Santelisa (Morro Agudo), a Maringá (Araraquara), a Zanin (Araraquara), a Usina da Barra (Guariba) e a Usina da Pedra (veja quadro). A Usina da Pedra, em Serrana, é responsável pelo maior crime ambiental da história da região -o vazamento de melaço no rio Pardo em 2004, que provocou a mortandade de peixes.

 

Entre as usinas há autuações que chegam a 7.500 Ufesps. A campeã é a Mandu -a empresa recebeu cinco autuações ao longo deste ano, que somam R$ 424 mil. Procurada, a direção da usina não se manifestou.

 

Segundo o gerente do Departamento de Ações de Controle da Cetesb, Antonio Rivas, a maioria das multas às usinas envolve casos de queimas feitas fora do horário ou de área permitida ou sem autorização.

 

A queima é considerada multa gravíssima, com pena mínima de 5.001 Ufesps. “As multas de 7.500 Ufesps são aplicadas quando ela causa incômodo à população, como quando a fumaça e a fuligem adentram as cidades”, afirmou Rivas.

Segundo o pneumologista Marcos Abdo Arbex, do Laboratório de Poluição Atmosférica da USP, a queima traz prejuízos à saúde. “Mais pessoas procuram o serviço de emergência. Na época de queimadas, você tem o dobro de material particulado no ar, que se desprendeu da queima”, disse.

A Folha procurou a Unica (União da Indústria da Cana-de-Açúcar), que representa os usineiros, mas a entidade não se manifestou sobre o caso.

 

Fonte:

http://www.ecodebate.com.br/

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 22h26
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





  

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS: UM CRIME NA NATUREZA E MEIO AMBIENTE.

 

Material particulado no ar

Cada hectare de cana queimado emite 300 quilos de material particulado, causando problemas respiratórios e sobrecarregando o sistema de saúde pública.

 Alem disso a fumaça possui gases tóxicos e poluidores da atmosfera agravando o efeito estufa e aquecimento global.

 A queimada abaixo foi fotografada ontem 26/11/2009, próximo a cidade de José Bonifácio-SP. Já escrevi nesse blog  sobre leis ambientais entre elas e UOL Busca LEI DA PRECAUÇÃO .

UOL Busca Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) . VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

 Mas as queimadas continuam, fazer o que? Vivemos num país que ignora as leis quando estas podem prejudicar os grandes.  Fazer o que? Se vivemos num país de pessoas egoístas e imediatista, atropelando até o futuro dos seus próprios filhos...

  

  

 

 Fotos Rivaldo R.Ribeiro, José Bonifácio-SP



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 00h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





  Fuligens das queimadas voltam a atormentar a cidade de José Bonifácio-SP.

 

  

O esforço do Governo do Estado de São Paulo em melhorar o nosso meio ambiente será em vão, se continuarmos a ser “bombardeados” pelas fuligens das queimadas nos canaviais.

 

 Os odores das queimadas já invadem a cidade nesse momento: as crianças, velhos e asmáticos serão prejudicados por causa dos problemas respiratórios.

 

 Lá no campo animais foram incinerados pelo fogo covarde, ateados pelo "homem" covarde.

 

 Políticos mostram-se alienados e paralisados frente aos problemas ambientais.  

 

 Não estão dando a importância que o problema merece!!!!

 

 

 Até que um dia será tarde demais....

 

 

Obs. O comentário da Rosi sobre esse post me obriga a uma retificação nesse texto, de forma alguma eu me referi aos trabalhadores da cana como covardes e incendiários. Se assim o faria estaria sendo injusto.

Em primeiro lugar porque eles estão entre as principais vitimas das fuligens, a vida útil de um cortador de cana não ultrapassa a 10 anos por causa do seu esforço físico exagerado.

Alem disso o Ministério do Trabalho tem surpreendido muitos trabalhando sem registro em carteira, portanto sem garantia alguma.

 Muitos são transportados por meio de ônibus em péssimas condições, com risco de vida para seus usuários e outros motoristas que transitam por essas rodovias.

Muitas vezes quando usamos o substantivo “homem” nos referimos a um sistema humanitário, que muitas vezes é covarde, explora trabalhadores que na maioria das vezes não tem alternativa a não ser submeter-se a esse tipo de trabalho.

 

Muitos usam “homem” referindo-se a  toda a humanidade, onde todos nós como parte dela somos responsáveis por tudo de bom e ruim que venha a acontecer com o futuro do planeta.  

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 00h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 FOTOS DE ANIMAIS MORTOS EM QUEIMADAS: REGIÃO  JOSÉ BONIFÁCIO-SP...

 

UOL Busca Tamanduá                                                                        Filhotes:UOL Busca Jaguatirica

      

UOL Busca TATU                                                                        UOL Busca ANTA

UOL Busca Animais mortos nas queimadas nos canaviais

**********************

UOL Busca Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Está também naUOL Busca Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza- (ART.29... 32)

CAPÍTULO V

DOS CRIMES CONTRA O MEIO AMBIENTE

********************************************** 

Chegue a sua própria conclusão...

A morte chegou para eles, foi triste

e dolorida, inocentes de uma ganância que vê

tudo e não "enxerga" nada... 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 18h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 

Revista cientifica “Science” diz que 19% do efeito estufa vem das queimadas.

 

Queimadas deliberadas feitas pelo homem contribuem em 19% ao aquecimento global, nestas inclui florestas tropicais, savanas e nas áreas agrícolas como as queimadas nos canaviais. Esse dado foi publicado num artigo de revisão na revista cientifica “Science”, afirmam que os cientistas: não sabiam que o fogo tinha tanta importância assim...

 

"Mas nós no interior do Estado de São Paulo, sabemos disso a muito tempo, basta olhar a lua avermelhada, o ar denso e sufocante nas épocas das queimadas de cana, o céu cinzento, e no horizonte forma-se uma espécie de nevoa escura nas manhãs  e  tardes após as queimadas."

 

As queimadas nos canaviais que ocorrem com mais freqüência no inverno, com o clima mais seco, alem de contribuir para piorar a saúde da população, agora a ciência também aponta para esse dano ambiental... LEIA MAIS...

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 17h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

Queimadas nos canaviais e o principio da precaução.

Rivaldo R.Ribeiro-José Bonifácio-SP.

 

Clique no LINK e se informe sobre o UOL Busca PRINCIPIO DA PRECAUÇÃO.

 

 Utilizar-se do princípio da precaução para obter a garantia de proteção ambiental e a saúde da população é extramente válido e  necessário.

 

Tal atitude é justificada pelo fato de que, é melhor errar ao invés de correr sérios riscos ambientais e principalmente riscos para a saúde da população por falta de precaução dos agentes do Estado.

Frisando ainda que os resultados danosos causados pelas agressões ao meio ambiente são de difícil reparação.

 

 Alem do bom senso que faz parte do homem como ser inteligente, vejamos as Leis brasileiras onde se fundamenta o principio da precaução:

 UOL Busca Lei de Política Nacional do Meio Ambiente (Lei 9391/81)-Art. 14

 UOL Busca Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998* , ou Lei da natureza. Clique(ART. 32 e 54)

 UOL Busca Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente)

 

 

 

 

A fumaça, as fuligens agridem o meio ambiente e é prejudicial à saúde da população.

 

Agressão à saúde –

Segundo artigo do médico e professor universitário José Carlos Manço, mais de 70 produtos químicos já foram identificados na fumaça resultante das queimadas, sendo que muitos desses produtos são tóxicos ou têm ação cancerígena. De modo geral, os componentes básicos da poluição atmosférica resultante das queimadas são:

 Material particulado –

Mais de 90% da massa de partículas encontradas na fumaça produzida pela queima de produtos vegetais, como é o caso das queimadas nos canaviais e das queimadas urbanas, consiste de partículas finas, justamente a fração de material particulado (MP) que maior prejuízo traz à saúde. Essas partículas medem menos do que 10 micrômetros (milésima parte do milímetro), são invisíveis a olho nu, e podem ser levadas para dentro dos pulmões através do ar inalado na respiração. As partículas maiores não chegam a penetrar profundamente no aparelho respiratório, pois ficam retidas nas narinas e nas vias aéreas superiores, mas nem por isso deixam de ser prejudiciais. As partículas maiores, visíveis a olho nu, representam o “carvãozinho” que se deposita no chão e nos objetos quando ocorrem queimadas.

 

Substâncias cancerígenas –

As partículas descritas acima contêm, além do elemento carbono (principal constituinte do carvão), um número muito elevado de substâncias químicas, que formam o grupo de UOL Busca Material Orgânico Particulado (MOP).

 

A combustão de matéria orgânica, como nas queimadas, é uma das principais fontes do MOP encontrado na atmosfera. Entre as substâncias presentes no MOP, há os compostos conhecidos pelo nome de Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs), muitos deles com propriedades carcinogênicas (causadoras de câncer), como é o caso do Benzopireno, Benzofluoranteno, Benzoantraceno e Benzofenantreno.

 Gases tóxicos – 

As queimadas lançam na atmosfera gases tóxicos tais como aldeídos (vários), dióxido de enxofre, óxidos de nitrogênio e monóxido de carbono. Sob a ação da irradiação solar, o monóxido de carbono, na presença de óxidos de nitrogênio e outros produtos orgânicos (hidrocarbonetos), sofrem reação química formando ozônio (O3), que é um gás extremamente tóxico e irritante para as mucosas e o aparelho respiratório.

 Fonte : http://www.ribeiraopreto.sp.gov.br/prefeitura.htm

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 12h21
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





 
 

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS... O QUE É POLUIÇÃO???

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS...O QUE É POLUIÇÃO???

(reedição de texto publicando em 22/04/2007 nesse blog)

 De: Rivaldo R.Ribeiro-José Bonifácio-SP.

 

As nuvens da fumaça destas queimadas formam gases tóxicos nocivos à população, um significativo aumento das concentrações de ozônio e de monóxido de carbono (segundo o UOL Busca Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), e a fuligem além da sujeira no meio ambiente urbano, causam prejuízo à saúde das pessoas. *

 

É um desrespeito a nossa constituição no seu Art. 225 onde diz que:

Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.


§ 1º Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público:


I - preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas; (As queimadas e a monocultura da cana-de-açúcar atingem as espécies e o ecossistema).


IV - exigir, na forma da lei, para instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa degradação do meio ambiente, estudo prévio de impacto ambiental, a que se dará publicidade. (No caso da cana-de-açúcar a população não está sendo informada oficialmente dos perigos das queimadas)


V - controlar a produção, a comercialização e o emprego de técnicas, métodos e substâncias que comportem risco para a vida, a qualidade de vida e o meio ambiente;

 
VI - promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a preservação do meio ambiente;


VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais à crueldade. (Animais morrem carbonizados durante as queimadas, espécies são extintas ou expulsas etc.).


§ 3º As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados.

Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  Clique(ART. 32 e ART. 54)  http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm     

 

Nesse caso utilizar-se do UOL Busca princípio da precaução para obter a garantia de proteção ambiental e saúde da população é extramente válido.

Tal atitude é justificada pelo fato de que, é melhor errar ao invés de correr sérios riscos ambientais e principalmente riscos para a saúde da população por falta de precaução dos agentes do Estado.

 

 

A fuligem das queimadas da cana de açúcar prejudica a qualidade de vida e o meio ambiente, além da saúde dos trabalhadores no corte da cana e da população, trás diversos problemas de saúde causados por mais de 70 produtos químicos identificados na fumaça resultante destas queimadas.

 As partículas mais finas são a que traz maior prejuízo à saúde, são tóxicas ou cancerígenas, pois são levadas para dentro dos pulmões causando infecções pulmonares, agravando as situações dos que sofrem de asma, bronquite, enfisema pulmonar e doenças do coração. 

 

Aumenta o consumo de água, pois é recomendável o uso da água para a sua remoção evitando assim que se respire o carvãozinho da fuligem prejudicando a sua saúde.

 

As queimadas também alteram a física, e a química do solo, prejudicando sua fertilidade.

 

Nós que habitamos em lugares que sempre ficou longe da poluição, agora corremos o risco de enfrentar uma mudança drástica no nosso ar, sem tempo algum para uma possível adaptação, se é que isso existe adaptação a poluição...

 

Ocorre também a suspeita que o UOL Busca Hantavírus teve seu aparecimento por causa da mudança do meio ambiente pelo homem. O rato silvestre que é o hospedeiro desse vírus perdeu seu habitat natural com os desmatamentos e as queimadas nos canaviais ou a expulsão das aves de rapinas, cobras, que são o seu predador natural, assim ele se aproximou mais do homem trazendo o vírus.

Esta suspeita deu-se em razão do Estado de São Paulo ocupar o segundo lugar na ocorrência desta doença, com predominância nas regiões de Ribeirão Preto, pois lá a agroindústria da cana-de-açúcar é a mais importante atividade rural, e levou ao desmatamento quase total da região.

 

UOL Busca O Hantavírus tem seus sintomas notados entre três a sete dias após a contaminação, é confundido com uma gripe, apresenta dor de cabeça, febre e dor no corpo, tosse seca e falta de ar, se não diagnosticado após 24 horas o quadro evolui e o paciente poder morrer sufocado.

 

Desta forma, qualquer Lei Estadual ou Municipal que estabeleça novas regras para as queimadas, vai contra a Constituição Federal e Política Nacional do Meio Ambiente. Que proíbe todo tipo de poluição, além do desrespeito à saúde dos seres Humanos, a vida e na sobrevivência das espécies, E A TERRÍVEL CRUELDADE AOS NOSSOS IRMÃOS IRRACIONAIS QUE MORREM QUEIMADOS.

 

Assim está nas mãos dos nossos legisladores, da Justiça e do Ministério Público o fiel cumprimento das leis ambientais, um ato que com certeza terá aplauso da maioria da população consciente, ou vamos fazer de conta que está tudo bem, e permitir que nossas crianças, velhos, doentes, continuem respirando a ar poluído das queimadas?

 

Não devemos por a culpa no desemprego para a destruição do ecossistema, que afinal das contas e nossa habitat e a sobrevivência da vida na terra, e após isso???

 

Exercite a cidadania: combate às queimadas é dever de todos. Fonte dados científicos Agência USP de Notícias.

 

 

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 16h49
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





   QUEIMADAS NOS CANAVIAIS E AS LEIS.

                                     

                                                                                                                    UOL Busca Rivaldo Roberto Ribeiro.    

 

Eu sou um apaixonado pelas Leis porque elas nos tornam civilizados, mas como estamos longe da civilização!!!(Uma das Leis mais desrespeitadas ou sem punição são as Leis ambientais: poluição sonora, lixo, queimadas de todos os tipos, desmatamentos, contaminação dos rios, e principalmente a do ar).

 

As Leis ambientais não foram criadas para satisfazer os ecologistas, para discorrer sobre o mundo lírico da natureza, e sim elas foram criadas para nos proteger das doenças, elas foram criadas para proteger a vida, mas parece que nós não queremos isso, a “vida inteligente” que existe no planeta Terra não quer isso... Será que existe vida inteligente em outros planetas? Imaginem se eles estiverem nos observando!!! 

 

 Quando foi promulgada a Constituição Brasileira com louvores a balança da justiça, um texto que qualquer um que a leia com boas intenções fica maravilhado, uma justiça companheira do povo e do justo, que nos levassem os comportamentos éticos, que fosse indispensável à felicidade do espírito, a vida e o alimento do corpo (milhões de pessoas estão fora da segurança alimentar) .

 

Eu sou um apaixonado pelas leis porque acredito numa Justiça que nos de segurança, paz, confiança diante dos nossos direitos democráticos, nos proteja dos riscos a nossa saúde causados pelas fábricas poluidoras do meio ambiente, da poluição e fuligens causada pela queima da palha da cana de açúcar, contaminação da água pelos agrotóxicos, do ar, dos alimentos, que promova o nosso bem estar fazendo que nos deixem viver em paz em com saúde.

 

UOL Busca Vejamos o que diz o Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

 

Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  Clique(ART. 32 e ART. 54)  http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm     

 

Se uma pessoa coloca fogo numa capoeira ela comete um crime. Por que então nos canaviais as queimadas que são gigantescas, nubla o céu, enrubesce o sol ou a lua, muitos animais são mortos, adoece as pessoas também com risco de morte, o  governo  permite, os políticos fecham os olhos, qual a explicação?

 

Ao final das contas as LEIS foram feitas para serem respeitadas e cumpridas, e não “apenas para que sejam expostas nas vitrines do mundo”, para que o mundo nos veja como um povo civilizado, e tenham a impressão que somos cumpridores das convenções e acordos internacionais nas áreas ambientais e sociais, respeitando um dos direitos fundamentais do homem: O DIREITO A SAÚDE, onde poderia  aplicar o UOL Busca PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO

 

De que adiantam vacinar milhões de pessoas contras algumas doenças se vamos deixá-las expostas a outras?? É no mínimo um paradoxo difícil de compreender.

E um dos argumentos do corte manual da cana é o uso da mão de obra não qualificada, esses brasileiros que sempre sobreviveram com muitas dificuldades, no entanto nunca foram lembrados, por que agora os usam como desculpa para estas queimadas? Alem disso são empregos temporários, desumanos e reduz os anos de vida desses trabalhadores e a sua saúde.

Que desenvolvimento é esse que maltrata o seu povo?

 

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 18h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





O Município de Bady Bassitt-SP, proíbe a queimada nos canaviais.

 

O Município de Bady Bassitt-SP,  proíbe a queimada nos canaviais.

 

Bady Bassitt localização: A 7 km de uma das maiores cidades do interior de São Paulo: São José do Preto-SP.  E a 450 km de São Paulo, capital.

 

O Prefeito Dr. Airton da Silva Rego do município de Bady Bassitt – SP sancionou a lei aprovada pela Câmara Municipal proibindo a queimada nos canaviais, com essa nobre atitude demonstram a preocupação com a poluição e a qualidade de vida dos seus moradores. Atitude de políticos conscientes e comprometidos com seu povo, que muitos deveriam seguir o exemplo. Afinal das contas nós os elegemos para isso.   

 

 A safra da cana de açúcar do ano de 2008 já começou e novamente a população está enfrentando o desconforto das fuligens originadas das queimadas nos canaviais. Conforme acordo entre os produtores e o governo do Estado de São Paulo o fim das queimadas foi antecipado para 2014, portanto ainda restam 06 anos para que ela seja totalmente abolida. É tempo suficiente para agravar enfermidades respiratórias nas pessoas menos resistentes, idosos e crianças. São partículas inaláveis potencialmente nocivas a saúde dos seres humanos, atingido a boca, o aparelho respiratório e os intestinos.

 

E no campo podem dizimar muitas espécies da flora e fauna nativa chegando a números espantosos, muitos deles incinerados sem deixar vestígios (pequenos roedores, pássaros, insetos) aves e mamíferos. Um extermínio que pode levar ao descontrole das pragas por falta dos predadores naturais, levando ao maior uso dos agrotóxicos contaminando com mais rigor o meio ambiente, os rios, o lençol freático e uma possibilidade terrível: A contaminação do Aqüífero Guarani. E como fica a questão da agua? 

 

A proibição no município de BADY BASSITT-SP é uma contribuição importante para resolver o problema, no entanto se outros municípios da mesma região também não tomarem a mesma atitude, a poluição das queimadas pode atravessar fronteiras, pois essas partículas e gases segundo estudo podem viajar até 40 km ou mais conforme as direções dos ventos.

 

 Nesse segmento da proibição das queimadas pelos municípios estão entre outros, os municípios de Limeira, Birigui, Piracicaba, Santa Bárbara do Oeste, Bebedouro, São José do Rio Pardo, Aguaí, Amambaí, Barretos, S.J.R. Preto, Avaré, Matão, Americana e agora Bady Bassitt etc...

 

Os municípios de Americana e Limeira já ganharam na justiça (TJ-SP) uma ação de inconstitucionalidade que foi movida pelos usineiros contra a proibição das queimadas nos canaviais. A vitória de Limeira no TJ-SP garantindo o direito do município de legislar sobre o assunto, abriu caminho para outros municípios que se sentirem prejudicados por causa das queimadas nos canaviais a agirem da mesma forma. Agora só depende da consciência de cada um. 

 

 

LEI Nº. 1872 DO MUNICÍPIO DE BADY BASSITT DE 20 DE MARÇO DE 2008:

 

“DISPÕE SOBRE A proibição do emprego do fogo no âmbito do município de Bady Bassitt, conforme especifica”.

 

                                   Dr. AIRTON DA SILVA REGO, Prefeito Municipal de Bady Bassitt, Estado de São Paulo, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Lei,

                                   FAZ SABER, que a Câmara Municipal aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte Lei:

                                   ARTIGO 1º - É vedado o emprego do fogo no perímetro urbano de Bady Bassitt, compreendendo inclusive as extensões urbanizadas:

 

na prática de limpeza, mediante a combustão de materiais desprezados, dentre os quais os recicláveis;

na prática de queimadas, para eliminação de qualquer forma de vegetação.

 

                                   ARTIGO 2º - É vedado o emprego do fogo em toda a extensão territorial do Município de Bady Bassitt na despalha da cana-de-açúcar, como método de pré-colheita.

 

                                   ARTIGO 3º - O Executivo, via de decreto regulamentará a presente Lei, inclusive para a fixação de penalidades aos infratores e/ou responsáveis e atribuição fiscal.

 

                                   ARTIGO 4º - Esta Lei entra em vigor em 30 (trinta) dias, contados da data de sua publicação, revogando expressamente a Lei nº. 1.419, de 08 de outubro de 1998 em todos os seus termos e demais disposições em contrário.

 

                                   Prefeitura Municipal de Bady Bassitt, 20 de março de 2008.

 

AIRTON DA SILVA REGO

Prefeito Municipal

 

                                   Registrada no livro próprio de Leis nº. 27 e, em seguida publicada por afixação nos locais públicos de costume, na mesma data.

 

UMBERTO BARUFFI JUNIOR

Secretário

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 22h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS

(José Bonifácio-SP)

(Rivaldo R. Ribeiro)

 

Nessa semana as fuligens das queimadas nos canaviais voltaram a cair com força sobre   Jose Bonifácio-SP, antes um paraíso sem poluição. Agora está cercada e sufocada pela cana de açúcar. 

Quando abro as janelas com o raiar do dia, vejo no horizonte o rastro das nuvens da fumaça vermelha das queimadas noturnas, ainda mais assassina, pois elas ocorrem a noite enquanto tantos animais dormem. Olho com tristeza sobre meu velho carro coberto das fuligens negras, que logo se transformarão com o vento em pequenas partículas que serão inaladas por seres humanos. Velhos, crianças e pessoas com pouca resistência que não resistirão a essa agressão alérgica ficarão doentes. 

 

A minha indignação leva-me a questionar. (???)

 

Homem, que ser é esse? Que não tem piedade pelos seus (trabalhadores canavieiros e vitimas da poluição), pela natureza. Onde foi parar a sua condição de filhos do amor de Deus?

 

Imagino quantos animais de tantas espécies foram incinerados nessa noite infernal... Até quando meu Deus vão atentar contra Seu Santuário faltando-lhe com o devido respeito. Santuário que nos Deste com tanto carinho feito nas pontas dos Teus dedos.

 

O crime cometido contra indefesos é hediondo e covarde, um crime desumano longe de se enquadrar com o comportamento humano, pois o que é humano sempre entendeu como algo bom, amoroso, cúmplice do correto, obedientes a Deus, amantes da vida, mas não é isso... Essas queimadas devoram tudo com suas chamas cruéis e assassinas, e a sua escura nuvem encoberta pela noite comporta-se como ladra da vida, roubando das mãos de Deus esse milagre, portanto foge da origem humana! 

 

A cumplicidade é generalizada, calam-se todos... E a nuvem do medo continua cobrindo as razoes.

 

Lembrem-se a natureza, a criação não nos pertence, porque somos parte dela, Deus, mesmo com toda a Sua misericórdia vai cobrar a conta. É Ele que nos salva da morte, e temos horror a ela, fugimos dela, entretanto tomamos atitudes como o “humano” fosse adjetivo desta.

 

Deus julgará o mundo segundo a Sua verdade e justiça, e Ele não irá encontrar alegria na Sua Criação, pois  onde havia arvores e florestas, rios e campos, sendo que para esses Ele ordenou que frutificassem para o homem extrair seu pão. Onde no céu a Seu mando manifestava a alegria com aves e nuvens de chuva, está com aspecto de morte jorrando chuvas acidas.  Ele viu que negamos o Seu presente. Qual será a Sua Justiça?...

 

Silencioooooooooo!!!!          

 

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 01h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS. (Defesa do meio ambiente???????).

 QUEIMADAS NOS CANAVIAIS. O que é poluição?

 

Rivaldo R.Ribeiro-Jose Bonifacio-SP 

 

Em 2002 o deputado estadual Arnaldo Jardim-PPS-SP (Hoje Dep.federal), conseguiu que a Assembléia Legislativa de São Paulo aprovasse um projeto (Lei 11.241/2002) que complementava a Lei das Queimadas (10.547, de 2001). Assim a extinção das queimadas teria um prazo de 20 anos para áreas mecanizáveis, com declive de até 12%, e de 30 anos para áreas não mecanizáveis, com declive superior a 12% . Dessa forma ficaremos totalmente livres dessa poluição só no ano de 2031.

 

Mas essa lei contraia:

Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente).

 

E a Lei nº. 9.605, de 12 de fevereiro de 1998.

Seção III  
Da Poluição e outros Crimes Ambientais  

Art. 54.  Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana,  ou que provoquem a  mortandade de animais ou a destruição significativa da flora.

 

O QUE É POLUIÇÃO? Acho que todos os dicionários o significado é o mesmo. Será que nossos pulmões agüentariam por tanto tempo?

 

Um prazo muito longo que considerava apenas os interesses econômicos da monocultura da cana de açúcar, ignorando os problemas ambientais, mortandade cruel dos animais, a saúde das populações próximas dos canaviais que seriam submetidas durante 30 anos à poluição da fuligem e dos gases tóxicos causando graves enfermidades as crianças, velhos, e as pessoas de baixa resistência (câncer, doenças respiratórias e cardiovasculares).

 

Trinta anos como estava estipulado o prazo para o fim das queimadas, era um crime contra a humanidade, um desrespeito humano, que obrigava as pessoas com antecedência de problemas respiratórios e ver seu estado de saúde se agravar, ou o surgimento de novos casos em pessoas antes sadias.   

 

Com os protestos de movimentos ambientalistas. Destaque na imprensa de animais carbonizados ou feridos. Maus tratos aos trabalhadores rurais canavieiros. Estudo que comprova o mal que causa à saúde a prática das queimadas, diante disso o governador do Estado de São Paulo Jose Serra e o seu Secretario do Meio Ambiente Francisco Graziano Neto, conseguiram um acordo com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) para banir de vez as queimadas até o ano de 2014. Um prazo ainda longo, se analisarmos que a saúde de uma pessoa é frágil diante dessa poluição agressiva, alem dos danos a fauna e flora continuar, no entanto vai gradativamente pondo fim nesse crime ambiental.

 

Não pertenço à indústria do petróleo como o presidente Lula acusa os críticos do etanol, mas não sei por que tenho um pouco de receio do futuro com o avanço desordenado da monocultura da cana de açúcar. 

Espero como brasileiro nativo, patriota, amor a minha família, ao ser humano e a vida, que um dia o etanol venha a provar que eu estou errado, porque dessa forma meus filhos e netos terão uma vida melhor do a que vivemos hoje. ESPERO!!

 

Somos todos parte da Criação, nega-la, destruí-la, é renegar a Deus nosso Pai, a hipocrisia reinante confunde as pessoas, proferem palavras de Fé em Deus, mas lutam contra Ele, é um contra-senso o medo da revolta da natureza, das tempestades, enchentes, secas, fome, e fazer orações a Deus para Ele nos socorra. Se tudo isso foi causado por nossas irresponsabilidades enquanto criaturas de Deus, pois apenas a nós Ele concedeu inteligência.

 

(Quando contemplo o firmamento, obra de vossos dedos, a lua e as estrelas que lá fixastes: Que é o homem, digo-me então, para pensardes nele? Que são os filhos de Adão, para que vos ocupeis com eles?

 Entretanto, vós o fizestes quase igual aos anjos, de glória e honra o coroastes. 

 Destes-lhe poder sobre as obras de vossas mãos, vós lhe submetestes todo o universo. 

 Rebanhos e gados, e até os animais bravios, pássaros do céu e peixes do mar, tudo o que se move nas águas do oceano.  SALMOS 8, 4-8)

 

"Louvado Seja Deus" 

 

Artigo publicado no site da Diocese de Sao Jose do Rio Preto,clique:

http://www.bispado.org.br/aspx/Noticias.aspx?c=3121



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 13h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Queimadas nos canaviais: Um Holocausto a curto e médio prazo.

Queimadas nos canaviais:Holocausto da vida animal .

 (Rivaldo R.Ribeiro - José Bonifácio-SP)

 

Eu já venho protestando sobre esse desastre ambiental desde o ano 2006, conforme demonstra o artigo/carta Queimadas nos canaviais parecem cogumelos Atômicos publicado na Folha on-line, Gilberto Dimenstein - jornalismo comunitário, em 13/10/2006 - Carta da semana.

(... Nos campos a terra está fumegante e deserta, a negritude do lugar nos dá impressões que houve realmente ali uma grande explosão, já não existem mais árvores capazes de frutificar, as aves fugiram e o céu esta morto...) http://www1.folha.uol.com.br/folha/dimenstein/cjornalista/gd131006.shtml

 

E nesse ano de 2008 essas praticas ainda continua, agora as queimadas se dão à noite, portanto ao amanhecer o céu está avermelhado com as nuvens de fumaça dessa tragédia ambiental. As queimadas lançam na atmosfera ozônio (Não confundir o ozônio presente no ar que respiramos que é muito tóxico, com o mesmo gás contido na “camada de ozônio” das grandes altitudes, de fundamental importância para a proteção de todos os seres vivos contra irradiações letais), monóxido de carbono (CO) e dióxido de carbono (CO2), alem de ser prejudicial à saúde reduz também as atividade da fotossíntese dos vegetais, e contribui para o aquecimento global.

As fuligens estão pelos quintais, adere nas roupas e nos automóveis como uma cola negra e a sua remoção não basta apenas um espanador, é necessário o uso da agua que é o mais aconselhável para evitar a inalação destas partículas

.

 Imaginem o mal que faz aos nossos pulmões quando inalamos essas substancias!

 

As fuligens dessas queimadas são diferenciadas nesse ponto: Segundo pesquisas em Araraquara e São Jose do Rio Preto, por equipes da UNESP, as chamas dos canaviais liberam hidrocarbonetos policíclicos aromáticos - os HPAs.  E investigações internacionais comprovaram que 16 variedades dos hidrocarbonetos policíclicos aromáticos tem potencial mutagênico, provocando mutações genéticas que podem levar ao aparecimento de câncer. E são incluídos entre as mais potentes substâncias carcinógenas conhecidas (carcinógenos da Classe A). Essas substancias são levadas para o interior dos pulmões pelas partículas ultrafinas (Material Particulado: MP 2,5) presentes na fumaça das queimadas. São  também encontradas nas urinas dos trabalhadores canavieiros nove vezes maior na safra do que na entresafra.

 

E com as deficiências na saúde publica todos esses fatores nos deixa preocupados, é um paradoxo vacinar a população contra algumas doenças e deixa-la exposta a outras.

 

Alem da grande quantidade animais mortos, muitos de nós adoecem por causa das alergias causadas por essas substancias (Inflamações de garganta, asmas, bronquite, coriza persistente, ardume nos olhos são sempre acentuadas na época das queimadas). Alem disso a suspeita do aparecimento de câncer, conforme acima.

Porque no Brasil demoram tanto para tomarem decisões a favor da população? Sempre acordam com as tragédias. Acho que é a falta de atividade cidadã de todos nós.    

Assim com toda essa mortandade de animais, arvores sendo arrancadas, poluicao, problema de saúde publica, poderemos classificar as queimadas como um HOLOCAUSTO da vida animal. 

 

              Contudo temos uma esperança: a deputada estadual pelo PV-SP Vanessa Damo é  relatora da CPI        da queima  da palha da cana. 

 E a conclusão é o fim imediato das queimadas nos canaviais, estamos torcendo para que essa CPI obtenha o seu objetivo a favor da humanidade e respeito a vida, precisamos de um progresso sadio e não da desolação ambiental, transformar em deserto nossos campos, matando animais de forma cruel e covarde, contrariando nossa maior lei:

Constituição Federal no seu  Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.   

 

"Até quando vamos ser uma nação que produz leis apenas para colocá-las nas vitrines do mundo..."

------------------------------------------------------------ 

Veja texto da deputada Vanessa Adamo:

http://www.linearclipping.com.br/conab/m_stca_detalhe_noticia.asp?cd_sistema=26&cd_noticia=362574

    

Pesquisa:

http://www.paubrasil.org.br/artigo01.htm

http://www.ibire.org.br/poluicao_atmosferica.htm

http://www.unesp.br/aci/jornal/198/capa.php

http://www.adital.com.br/site/noticia.asp?lang=PT&cod=24548

http://www.universia.com.br/html/noticia/noticia_dentrodocampus_ccfhf.html

http://www.portaldomeioambiente.org.br/noticias/2008/maio/05/8.html

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 11h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS.

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS.

Rivaldo Roberto Ribeiro - José Bonifácio-SP

 

A safra da cana de açúcar do ano de 2008 está às portas, novamente a população vai enfrentar o desconforto das fuligens originadas das queimadas nos canaviais. Conforme acordo entre os produtores e o governo do Estado de São Paulo o fim das queimadas foi antecipado para 2014, portanto ainda restam 06 anos para que ela seja totalmente abolida. Felizmente já existem prenúncios do fim das queimadas para 2012.

 

Mesmo assim é tempo suficiente para agravar enfermidades respiratórias nas pessoas menos resistentes, idosos e crianças. São partículas inaláveis potencialmente nocivas a saúde dos seres humanos, atingido a boca, o aparelho respiratório e os intestinos. A proibição das queimadas de até 5 quilômetros após os perímetros urbanos é inconseqüente, pois essas partículas e gases segundo estudo podem viajar ate 40 km ou mais conforme as direções dos ventos.

 

As queimadas podem dizimar muitas espécies da fauna nativa chegando a números espantosos, muitos deles incinerados sem deixar vestígios (pequenos roedores, pássaros, insetos) aves e mamíferos. Um extermínio que pode levar ao descontrole das pragas por falta dos predadores naturais, levando ao maior uso dos agrotóxicos contaminando com mais rigor o meio ambiente, os rios e o lençol freático.E como fica a questão da agua?  

 

O canavial se torna uma armadilha para os animais, porque é a única alternativa para procriação e sobrevivência desses animais, pois as matas nativas da região foram destruídas para a implantação dessa monocultura.         

 

Mesmo que digam que os biocombustíveis não irão prejudicar a produção de alimentos, as coincidências já vêm acontecendo refletindo nas altas de preços de alguns alimentos. E a ONU já fez um alerta mundial sobre a possibilidade da falta e alta dos preços de muitos produtos alimentícios. 

 

ONGS ambientalista que aceitam ser parceiras de indústrias poluidoras podem ser comparadas aos índios na época da colonização, que aceitavam presentes e depois perdiam suas terras e suas vidas.

Devemos refletir em primeiro lugar sobre a sobrevivência do homem a nível planetário, pois é esse o maior problema atual: alterações climáticas causada pelo aquecimento global.

   

"PERMITIR AS QUEIMADAS NOS CANAVIAIS É VOLTAR AO PASSADO DE HOMENS TROGLODITAS OU CAVALEIROS MEDIEVAIS, QUE POR IGNORÂNCIA NÃO TINHAM CONSCIÊNCIA DA VIOLÊNCIA QUE COMETIAM... NÃO CONHECIAM OS DANOS QUE CAUSAVAM A FAUNA E A FLORA E SI MESMO."   

 

Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  Clique(ART. 32):http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm

 

O Brasil e os países-membros da ONU são signatários da declaração abaixo, proclamada em uma assembléia da UNESCO em Bruxelas, Bélgica, em 27/01/1978.

Declaração Universal dos Direitos dos Animais

Art.1o - Todos os animais nascem iguais diante da vida e têm o mesmo direito à existência.

Art.2o - Cada animal tem direito ao respeito. O homem, enquanto espécie animal, não pode atribuir-se o direito de exterminar outros animais ou explorá-los, violando este direito. Ele tem o dever de colocar sua consciência a serviço de outros animais. Cada animal tem o direito à consideração e à proteção do homem.

Art.3o - Nenhum animal será submetido a maus-tratos e atos cruéis. Se a morte de um animal é necessária, deve ser instantânea, sem dor nem angústia.

Art.4o - Cada animal que pertence a uma espécie selvagem tem o direito de viver em seu ambiente natural terrestre, aéreo ou aquático, e tem o direito de reproduzir-se. A privação da liberdade, ainda que para fins educativos, é contrária a esse direito.

Art.5o - Cada animal pertencente a uma espécie que vive habitualmente no ambiente do homem, tem o direito de viver e crescer segundo o ritmo e as condições de vida e de liberdade que são próprias de sua espécie. Toda modificação imposta pelo homem para fins mercantis é contrária a esse direito.

Art.6o - Cada animal que o homem escolher para companheiro, tem direito a um período de vida conforme sua longevidade natural. O abandono de um animal é um ato cruel e degradante.

Art.7o - Cada animal que trabalha tem direito a uma razoável limitação do tempo e intensidade de trabalho, a uma alimentação adequada e ao repouso.

Art.8o - A experimentação animal que implique sofrimento físico é incompatível com os direitos dos animais, quer seja uma experiência médica, científica, comercial ou qualquer outra. As técnicas substitutivas devem ser utilizadas e desenvolvidas.

Art.9o - No caso de o animal ser criado para servir de alimentação, deve ser nutrido, alojado, transportado e morto, sem que para ele resulte em ansiedade e dor.

Art.10o - Nenhum animal deve ser usado para divertimento do homem. A exibição dos animais e os espetáculos que utilizem animais são incompatíveis com a dignidade do animal.

Art.11o - O ato que leva à morte de um animal sem necessidade é um biocídio, ou seja, um delito contra a vida.

Art.12o - Cada ato que leva à morte um grande número de animais selvagens é um genocídio, ou seja, delito contra a espécie.

Art.13o - O animal morto deve ser tratado com respeito. As cenas de violência em que os animais são vítimas devem ser proibidas no cinema e na televisão, a menos que tenham como foco mostrar um atentado aos direitos dos animais.

Art.14o - As associações de proteção e de salvaguarda dos animais devem ter uma representação junto ao governo. Os direitos dos animais devem ser defendidos por leis, como os direitos humanos.

(Resolução aprovada pela ONU)



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 00h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS

MATÃO-SP-MAIS UM MUNICíPIO QUE PROÍBE A QUEIMADA NOS CANAVIAIS 

MATÃO É mais um município que proíbe a queimada nos canaviais, compreenderam que alem dos danos ao meio ambiente, causa danos maiores na saúde pública que pode ser irreversíveis.

 

 Deram mais importância ao ser humano diante do poder econômico. Atitude de políticos comprometidos com seu povo, que muitos deveriam seguir o exemplo.

 

 Parabéns ao Vereador José Edinardo Esquetini!!!    

 

 

PROJETO DE LEI Nº 088/2007
AUTORIA: Vereador JOSÉ EDINARDO ESQUETINI

Dispõe sobre a proibição de queimada de canaviais localizados no Município de Matão e dá outras providências.

Art. 1º Fica proibida a realização de toda e qualquer queimada de canaviais localizados no Município de Matão.

Parágrafo único. Por canaviais, entende-se toda e qualquer plantação de cana-de-açúcar, seja de forma exclusiva por usinas ou através de arrendamento ou parceria agrícola com proprietários de terras, localizada na zona urbana ou rural do Município.

Art. 2º O descumprimento da presente lei ensejará aplicação de multas aos responsáveis, ou, diante da impossibilidade de determinar o responsável, será responsabilizado, solidariamente, o proprietário da terra e da lavoura queimada.
§ 1° As multas previstas no caput deste artigo serão no valor de:
I – R$ 50.000,00 (cinqüenta mil reais), na primeira infração;
II – R$ 150.000,00 (cento e cinqüenta mil reais), em caso de reincidência;
III – R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais), a partir da segunda reincidência.

§ 2° Fica a Prefeitura Municipal de Matão, através do Departamento de Defesa Civil, ou outro que o substitua, autorizada a aplicar as multas previstas nesta lei.

§ 3° Os recursos obtidos com o pagamento das multas previstas nesta lei serão revertidos em benefício da saúde municipal, e destinados conforme deliberação do Conselho Municipal de Saúde.

Art. 3º Poderá ser disponibilizado, pelo Departamento de Defesa Civil, atendimento direto à população para registro de reclamações quanto aos danos causados pela fuligem de queimada de canaviais.

Art. 4º O Departamento de Defesa Civil, ou outro que o substitua, fica autorizado, com apoio da CETESB e Polícia Florestal, a localizar e responsabilizar a empresa ou proprietário causadores da queimada e dos danos causados por sua fuligem, tanto no município como fora dele.

Art. 5º As despesas decorrentes da execução desta Lei correrão por conta de dotações orçamentárias próprias, suplementadas se necessário.

Art. 6º Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação.

Câmara Municipal de Matão, aos 27 de setembro de 2007.

JOSÉ EDINARDO ESQUETINI
“Vereador PSB”

 CLIQUE AQUI E LEIA NA INTEGRA ESSA LEI



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 22h07
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





CATANDUVA-SP, RACIONAMENTO DE ÁGUA.

CATANDUVA-SP, RACIONAMENTO DE ÁGUA.

(Estão querendo curar uma doença com Dipirona)

(Rivaldo R.Ribeiro)

O legislativo (presidente da Câmara, Marcos Crippa) e o executivo (secretário de Saneamento Básico, César Morasca) da cidade de Catanduva-SP, estão preocupados com um possível colapso no sistema de abastecimento de água, por causa da forte estiagem que atinge a região.

 

Entretanto a cidade está rodeada de canaviais e suas queimadas despejam a “neve” negra das fuligens sobre a cidade: sujando as roupas e quintais. A dona de casa não deve de forma alguma apenas varrer essa sujeira, pois dessa forma ela pode  inalar  as substâncias particuladas dessa fuligem indo alojar direto aos pulmões prejudicando gravemente a sua saúde, segundo estudos podem ser cancerígenos, mas de imediato provoca alergia, bronquite, tosse, infecções de garganta etc. Assim para resguardar a saúde dessas donas de casa, essa sujeira só pode ser retirada com água. E ai?

 

A seca que já vem nos atingindo nas seqüência dos anos, alteração nos regimes de chuvas, baixa umidade do ar, clima árido igualando-se ao deserto, pode ser por causa dessas queimadas que jogam toneladas de gases na atmosfera, porque é o único ingrediente que prejudica a natureza de forma contundente que foi acrescentado nos últimos tempos na região. É uma questão de observação e comparação.

 

Racionar água para uma população que sempre a teve em abundancia numa tradição rural de riachos, bicas e nascentes de água, uma mudança drástica que vem levando muitos a questionarem o conforto e a beleza dos velhos tempos. Mudanças que o desenvolvimento predatório impõe sobre as  caracteristicas camponesas, e está nos levando a todos a uma situação critica, além das previsões  das possíveis catástrofes climáticas.

Fazer o racionamento da água  é no mínimo tentar resolver de forma paliativa a cura de uma doença com apenas Dipirona: que alivia  a febre, a dor, contudo a doença volta mais grave com o aumento da infecção.

 

Por que os homens públicos  temem em resolver um problema que se origina não na economia do precioso liquido, mas sim na sua produção que está sendo prejudicada pela agressão ao meio ambiente??

Essa escasses de água é causada por causa  dos desmatamentos, queimadas, assoreamento dos rios, erosão e a desertificação. Não é ser pessimista e sim realista, mas apenas com o racionamento sem resolver os problemas climáticos, no futuro bem próximo não haverá nenhuma gota para economizar, ou se houver estará contaminada. 

Transferir esse problema para a população é muito confortável.

Até quando nossos políticos agirão dessa forma?

Falta dinheiro aumentam os impostos ao invés de economizar e racionalizar as verbas públicas....

Aumenta a violência, colocam mais soldados nas ruas, ao invés de investir na educação.

Problemas na saúde, criam dezenas de postos de saúde em cada esquina sem nenhuma infra-estrutura necessária, ao invés de um grande e funcional hospital. Enfim sempre procura tapar o sol com a peneira.

 

No caso da falta de água, fecham-se as torneiras, ao invés de procurar a proteção dos mananciais e o lençol freático, no caso dessa região que está sobre o aqüífero guarani, sem chuva ou com o excesso de agrotóxico dessas monoculturas e suas queimadas, estamos todos predestinados a morrer de sede ou intoxicado pela água contaminada.

 

Nem tudo pode ser considerado perdido, já existem muitos municípios paulistas que os seus vereadores tiveram a coragem de proibir a queima da cana imediatamente.

As eleições municipais estão às portas, uma boa análise dos candidatos nesse sentido seria uma garantia de vida saudável para o nosso futuro, nossos filhos e netos.  Pensem nisso!!! Não é política: afastem essa idéia, e sim a idéia da sobrevivência para todos nós.

 

Reiterando, entretanto que o excesso e desperdício devem ser evitados em quaisquer condições, porque ao alto consumo de água também prejudica o meio ambiente: pois consome mais energia elétrica.

Econômico, mais gastos com a manutenção dos postos, reservatórios e com pessoal, mas esse é outro problema, não é por causa da seca.

 

CLIQUE:

 http://www.sucre-ethique.org/A-queimada-da-cana-e-seu-impacto



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 14h27
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS, CLIMA SECO...

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS, CLIMA SECO...

(JOSÉ BONIFÁCIO-SP)

  

Além da poluição do ar que prejudica a saúde, deixa um rastro de animais mortos.

No solo: os microorganismos, minhocas, e animais que promovam a fertilização, são exterminados tornando o esse solo petrificado levando a desertificação e a erosão.   

Os gases tóxicos que vão para atmosfera além cancerígenos, contribuem para o Efeito Estufa, para o aquecimento da Terra e alteram o clima e o regime de chuvas.

Regimes de chuvas que coincidentemente já está sendo alterado no interior de São Paulo, já enfrentam longos períodos de seca e com baixa umidade do ar.

Como já alertei nessa mesma página, a cultura da cana é uma faca de dois gumes, por si só é uma agressora do meio ambiente, alterando o clima e as chuvas, os seus malefícios se tornam um bumerangue voltando-se contra si mesmo. Sem períodos de chuvas definidos as culturas não terão boa produção. O que é pior atingindo todas as culturas inclusive as de alimentos.

 

E ai? Como é que ficamos? Sem alimentos, com um clima insuportável, pessoas ficando doentes com problemas respiratórios, as famosas viroses estão virando rotina entre as crianças: vômitos e diarréias.

Culpar todos os males a cana pode ser exagero, entretanto ela tem a sua grande contribuição, pois é uma agressora do meio ambiente proporcionando: calor, clima seco, poluição, e isso tudo leva as doenças bacterianas. Assim é só concluir...

 

Mas tudo bem, os políticos tem um grande amor por nós: simples e indefesos cidadãos, quem sabe um dia vão ficar com “pena” e mudar essa situação. Nas eleições???-  

-Nem que for por esses tempos...     

   



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 14h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Queimadas Canaviais e Vereadores...

O ASSUNTO QUEIMADA NOS CANAVIAIS É ABORDADO NA CÂMARA DE VEREADORES DE JOSÉ BONIFÁCIO-SP

 

Na coluna RESPINGOS LEGISLATIVOS da Folha de José Bonifácio on-line do dia 23/09/2007 foi publicada a nota abaixo* sobre as queimadas nos canaviais, onde dois vereadores abordam um assunto grave  de agressão ao meio ambiente e a saúde pública de forma superficial, um faz a sugestão para confeccionarem uma lei municipal apenas limitando a distancia das queimadas, e o outro passa o bastão a promotoria pública.

 

 Até onde eu tenho conhecimento é a primeira vez que o tema é abordado na Câmara de Vereadores no MUNICÍPIO DE JOSÉ BONIFÁCIO-SP.

Enquanto já em outros municípios paulistas o problema já vem sendo discutido há algum tempo, alguns municípios como Limeira-SP. que já é uma referência conseguiram aprovar leis que proíbem as queimadas.

Em Birigui o vereador Pedro Barbosa de Souza-PMDB, o Ois Menino, conseguiu aprovar uma lei que proíbe a queima da cana, Piracicaba através do vereador Carlos Gomes da Silva – PP, o Capitão Gomes, outras cidades como Santa Barbara do Oeste, Bebedouro, São José do Rio Pardo(Lei Aprovada), Aguaí,Amambaí,Barretos, S.J.R.Prêto etc.  

 

Já foi constatado que as queimadas nos canaviais  é nociva a saúde e ao meio ambiente(fauna  e flora),  e provoca o aparecimento de pássaros e outros animais  famintos nos centro urbanos, são mortos ou feridos nas queimadas  um  desrespeito aos seus direitos a vida!!      

 

*NOTA publicada na Folha de José Bonifácio on-line dia 23/09/07:

QUEIMADAS - O vereador Adilson J. Viccechi abordou o aspecto legal das queimadas de canaviais. Segundo ele, a lei federal proíbe queimada apenas além duma distância de um quilômetro. Ele sugere a confecção de uma lei municipal proibindo essas queimadas numa distância mínima de cinco quilômetros. Em aparte, José Fachin sugere a intervenção da Promotoria Pública para dar solução às queimadas, como aconteceu recentemente em Fernandópolis.

 

Gostaria que relessem as leis:

Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade.

Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  Clique(ART. 32):http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm

 

E esse artigo publicado no Jornal de Araraquara, clique e leia:
Ações dos climas no organismo humano 


 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 16h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





APENAS UMA COMPARAÇÃO ASSUSTADORA.

APENAS UMA COMPARAÇÃO ASSUSTADORA.

(Rivaldo R.Ribeiro-José Bonifácio-SP)

O acidente radiológico com o césio 137 em Goiânia completa 20 anos. Foram 60 mortos, mais de 6 mil sofreram os efeitos da contaminação.  Foram envolvidos moradores da região, policiais e bombeiros que trabalharam no local enviado pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN),  E o sofrimento das vítimas continua até hoje que ainda lutam contra doenças causadas pela contaminação radioativa. São 20 anos de descaso do Estado brasileiro.(Dados Greenpeace)

Esse foi um dos motivos que o Greenpeace protestou nessa semana no Rio contra a energia nuclear )  CLIQUE AQUI E FAÇA O SEU PROTESTO CONTRA A ENERGIA NUCLEAR(Greenpeace)

 

Essa noticia me levou a uma preocupação e comparação entre esse acidente e o problema da poluição causada pelas queimadas nos canaviais que conforme estudos podem ser cancerígenos e causar tantos outros males a saúde.

A fuligem das queimadas é facilmente inalada para dentro dos pulmões e ali alojadas causam infecções pulmonares pois é muito leve, se desmancha na ponta dos dedos em um pó fino, se transforma numa poeira escura que todos nós estamos respirando. Quem vai se responsabilizar pelo futuro da saúde dessas pessoas?    

 

Como sempre estamos a mercê das probabilidades de ficar ou não doentes, a espera da sorte, sendo preteridos ao provável sucesso do etanol, e agora também da investida nuclear do governo Lula.   

 

O aquecimento global nos prova que sempre estivemos errados, sempre queremos um progresso que está levando o planeta um total desconforto climático, mesmo assim nunca pensamos em mudanças: de comportamento, consumo, modo de vida, somos o que somos, e não sabemos a que viemos, essa é a verdade...

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 20h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





O TAMANDUÁ

O TAMANDUÁ (Rivaldo R.Ribeiro)

Foto: Policia ambiental

Um tamanduá andava pelo seu mundo, entre árvores, galhos, flores, frutos e as formigas... Sempre foi assim, ninguém os incomodava, olhava as planícies, fugia de seus inimigos naturais, assim tocava sua vida instintivamente.

Certo dia veio um monstro de aço foi derrubando tudo, deixou as terras limpas e reviradas, ele e outros animais trocaram de morada foram para outros capões de mato, e por ali eles ficaram.

A planície vermelha da terra revirada com o tempo foi ficando verde com aquelas plantas estranhas que nasciam rapidamente. O tamanduá olhava desconfiado, mas ficava por ali mesmo. Enquanto isso outros animais já se haviam aventurado por lá, até que era bom!!!

Assim certo dia o tamanduá resolveu entrar acompanhado de seu filhote no meio daquelas novas plantas... quando de repente percebeu que havia fumaça e labaredas de fogo por todos os lados, olhou para seu filhote desesperado, uma lebre correu rapidamente para dentro do fogo, se contorceu alguns minutos e morreu, um tatu passou correndo desajeitado... O tamanduá aflito para salvar seu filhote olhou para o céu queria ver a direção da fumaça, mas o vento também confuso fazia redemoinhos e nada definia...

O fogo foi aproximando rapidamente... Seu filhote olhou para o lado e o seu instinto de luta pela sobrevivência o fez pular no fogo e sumiu. O tamanduá no meio daquele inferno de fogo e fumaça corria atordoado para todos os lados, até que viu uma saída aonde o fogo já havia passado com sua destruição. Naquele rastro negro: aves, tatus, cobras, alguns eram apenas carvões distorcidos, todos mortos, entre eles um pequeno tamanduá que parecia seu filhote, mas estava deformado, contorcido, e não havia mais aquele cheirinho que todos sentem pelas suas crias que pudesse o identificar, tudo era cinza com aquele odor horrível do fogo. E ele cambaleante saiu fora dali com muita dor por causa das queimaduras e pela tristeza da morte de seu filhote.

Sozinho e atordoado tomou a estradinha foi caminhando devagar com muita dificuldade, quando ali perto ele viu uma casa, os cães latiam, mas ele não teve medo, não sabia por quê? Mas algo o impulsionava naquela direção. Perto da cerca com os cães em volta acuando, apareceu por ironia um homem jovem que o acolheu , colocou num pequeno cercado e depois outros homens o levaram para ser curado das suas feridas e traumas.

Assim o pobre animal seria novamente reconduzido a natureza para continuar a sua saga... Assustado embrenhou-se numa mata, pois de agora em diante seu mundo não seria mais o mesmo...  



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 19h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





UMIDADE DO AR E AS QUEIMADAS...

UMIDADE DO AR E AS QUEIMADAS...

(Rivaldo R.Ribeiro)

O clima seco que atinge quase todo o Brasil, reforçado pelas queimadas acidentais e criminosas, vem causando a população o já esperado problema de saúde: viroses, dor de garganta, faringite, problemas respiratórios de todo tipo como asma brônquica, tosse alérgica e até a mais grave pneumonia. 

 

E agora com mais um agravante, as queimadas “controladas” que também afetam o ar atmosférico que são as queimadas nos canaviais, fazem a população do interior paulista respirar a noite alem do ar seco da época, o ar "ardido" causado pelo cheiro da fumaça, que irritam os nervos e as vias respiratórias levando ao incomodo de uma sensação de sufoco.

 

As nocivas queimadas nos canaviais, além dos enormes problemas na fauna e flora com a mortandade dos animais que são surpreendidos a noite no meio das labaredas, causam as pessoas um desrespeito desumano igualando-se a um crime contra a humanidade, porque muitas crianças, velhos, e pessoas com pouca resistência física ficam com a saúde debilitada e possivelmente vão conviver de agora em diante com alterações na saúde. A conseqüência mais grave segundo pesquisas que as queimadas emitem gases cancerígenos.

 

O clima já vem se alterando em todo mundo, aumento nas temperaturas, desequilíbrio nos ciclos das chuvas, e nós continuamos devastando nossas florestas, arrancamos arvores e trocamos pela imensidão verde dos canaviais, é ir contra mão a tudo!!! A natureza aparentemente inesgotável é um castelo de cartas que pode de uma hora para outra transformar áreas inteiras em desertos. E a umidade do ar já vem chegando a níveis de áreas áridas ou desertas...

As preocupações estão na mente de cada um, no entanto as atitudes são ainda tímidas diante de uma possível calamidade climática e na saúde das pessoas, que ai se inclui: eu, você, nossos filhos, pais, e até... Eles!!!!Quem? Ué! Eles!!! (??????), ($$$$$)

 

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 21h20
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





De onde vem o álcool que move seu carro?

De onde vem o álcool que move seu carro?

(Rivaldo R.Ribeiro)

Você já pensou nisso? Nós todos estamos num momento de desenvolvimento tecnológico impar no mundo e no Brasil, o carro Flex é a grande novidade, o aquecimento global desafia os cientistas, os empresários e os governos. Precisamos correr contra o tempo para vencermos as variações climáticas e seus desastres.

 

Buscamos combustíveis renováveis a qualquer custo, mas em alguns casos os custos ambientais são gigantescos como a monocultura da cana de açúcar, com suas queimadas, desmatamentos e uso do agrotóxico, que vai prejudicar todo o ecossistema sem dúvida alguma.

 

As queimadas que vamos ter que agüentar por alguns anos, além de causar problemas respiratórios causa um verdadeiro extermínio entre os animais, pois em cada safra muitos animais morrem queimados ou ficam feridos com seqüelas pelo resto da vida.

 

FONTE/FOTOS: POLÍCIA AMBIENTAL

      

Tamanduá...                                             Tatu...                                      

 

  

Filhote de Jaguatirica morto...           Cobra queimada

 

"São imagens chocantes, nauseantes, pela falta de amor e compreensão do  significado da natureza, do meio ambiente..., que Deus tenha piedade de nós  " 

 

As leis? Elas existem no Art. 225 Constituição do Brasil, VI (Meio ambiente) .
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais a crueldade. Está também na Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  Clique:http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm

 

O que me deixa indignado e desrespeito a essas leis que regulamentam tais crimes ambientais, e a sociedade paralisada pelo conforto “temporário” dos seus carros de luxo Flex ou não, desfilam pelas ruas fingindo ignorar todos os danos e sofrimentos que as queimadas causam e as conseqüências da monocultura desenfreada.

Alem da afronta certamente dos direitos humanos contra os trabalhadores rurais nos corte da cana, pois muitos deles chegam a tomar injeções de vitaminas nas veias para poder suportar o forte ritmo do trabalho e alçarem a meta de produção.  

 DE ONDE VEM O ÁLCOOL QUE MOVE SEU CARRO? Qual foram as conseqüências e o seu rastro até chegar a bomba dos postos de combustíveis? Pense nisso!!! Nós brasileiros temos um costume negligente: não incomodamos muito com as coisas, não exigimos, a nossa consciência é superficial, até que algo aconteça conosco ou com alguém que amamos...Ai não seria tarde demais??



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 21h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





FIM DAS QUEIMADAS?!

FIM DAS QUEIMADAS?!

O governo dO Estado de São Paulo e as usinas de açúcar e álcool (Unica-União da Indústria de Cana-de-Açúcar), assinaram um protocolo de cooperação nesta segunda-feira(04/06/2007) para antecipar o fim das queimadas nos canaviais.
O fim da queima da cana em áreas mecanizáveis foi antecipado de 2021 para 2014, daqui 07 anos?!
O fim das queimadas nas áreas não mecanizáveis foi antecipado de 2031 para 2017,daqui 10 anos?!


Acesse:São Paulo firma parceria com produtores para reduzir queimadas de canaviais

LEI DE CRIMES AMBIENTAIS   

Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998*  , ou Lei da natureza.  

 

Seção III  
Da Poluição e outros Crimes Ambientais  
  

Art. 54.  Causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultemou possam resultar em danos à saúde humana,  ou que provoquem a  mortandade de animais ou a destruição significativa da flora:  

Pena -  reclusão,  de um a quatro anos,  e multa.  

§  1º.  Se o crime é culposo:  

Pena - detenção,  de seis meses a um ano,  e multa.  

§  2º.  Se o crime:  

I -  tornar uma área, urbana ou rural, imprópria para a ocupação humana;  

II  -  causar poluição atmosférica que provoque a retirada, ainda que momentânea, dos habitantes das áreas afetadas, ou que cause danos diretos à saúde da população.  

III - causar poluição hídrica que torne necessária a interrupção do abastecimento público de água de uma comunidade;  

IV -  dificultar ou impedir o uso público das praias;  

V -  ocorrer por lançamento de resíduos sólidos, líquidos ou gasosos. ou detritos, óleos ou substâncias oleosas, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou regulamentos:  

Pena  - reclusão,  de um a cinco anos.  

§ 3º.  Incorre nas mesmas penas previstas no parágrafo anterior quem deixar de adotar, quando assim o exigir a autoridade competente,  medidas de precaução em caso de risco de dano ambiental grave ou irreversível.  

(GRIFOS MEUS) 

 FONTE: IBAMA

LINK: Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998* , ou Lei da natureza

 



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 13h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS...O QUE É POLUIÇÃO???



O processamento de milhões toneladas da cana-de-açúcar, um crescimento assustador deste tipo de industria, realmente nos deixa preocupado tanto no aumento dessa monocultura desfavorecendo a diversificação das culturas que traria um crescimento socioeconômico sustentado, tanto na pratica das queimadas, porque o homem com suas logísticas vem levando o nosso planeta a destruição.

As nuvens da fumaça destas queimadas formam gases tóxicos nocivos à população, um significativo aumento das concentrações de ozônio e de monóxido de carbono (segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), e a fuligem além da sujeira no meio ambiente urbano, causa prejuízo à saúde das pessoas. *

É um desrespeito a nossa constituição no seu Art. 225 onde diz que: Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.
§ 1º Para assegurar a efetividade desse direito, incumbe ao poder público:
I - preservar e restaurar os processos ecológicos essenciais e prover o manejo ecológico das espécies e ecossistemas; (As queimadas e a monocultura da cana-de-açúcar atingem as espécies e o ecossistema)
IV - exigir, na forma da lei, para instalação de obra ou atividade potencialmente causadora de significativa degradação do meio ambiente, estudo prévio de impacto ambiental, a que se dará publicidade. (No caso da cana-de-açúcar a população não está sendo informada dos perigos das queimadas)
V - controlar a produção, a comercialização e o emprego de técnicas, métodos e substâncias que comportem risco para a vida, a qualidade de vida e o meio ambiente;
VI - promover a educação ambiental em todos os níveis de ensino e a conscientização pública para a preservação do meio ambiente;
VII - proteger a fauna e a flora, vedadas, na forma da lei, as práticas que coloquem em risco sua função ecológica, provoquem a extinção de espécies ou submetam os animais à crueldade. (Animais morrem carbonizados durante as queimadas, espécies são extintas ou expulsas etc.)
§ 3º As condutas e atividades consideradas lesivas ao meio ambiente sujeitarão os infratores, pessoas físicas ou jurídicas, a sanções penais e administrativas, independentemente da obrigação de reparar os danos causados.

A fuligem das queimadas da cana de açúcar prejudica a qualidade de vida e o meio ambiente, além da saúde dos trabalhadores no corte da cana e da população, trás diversos problemas de saúde causados por mais de 70 produtos químicos identificados na fumaça resultante destas queimadas, as partículas mais finas são a que traz maior prejuízo à saúde, são tóxicas ou cancerígenas, pois são levadas para dentro dos pulmões causando infecções pulmonares, agravando as situações dos que sofrem de asma, bronquite, enfisema pulmonar e doenças do coração. 

Aumenta o consumo de água, pois é recomendável o uso da água para a sua remoção evitando assim que se respire o carvãozinho da fuligem prejudicando a sua saúde.

As queimadas também alteram a física, e a química do solo, prejudicando sua fertilidade.

Nós que habitamos em lugares que sempre ficou longe da poluição, agora corremos o risco de enfrentar uma mudança drástica no nosso ar, sem tempo algum para uma possivel adaptação, se é que isso existe adaptação a poluição... Urbi et orbi (uma aldeia tem o exato tamanho do mundo para quem sempre nela viveu)

Ocorre também a suspeita que o Hantavírus teve seu aparecimento por causa da mudança do meio ambiente pelo homem, o rato silvestre que é o hospedeiro desse vírus perdeu seu habitat natural com os desmatamentos e as queimadas nos canaviais ou a expulsão das aves de rapinas, cobras, que são o seu predador natural, assim ele se aproximou mais do homem trazendo o vírus, esta suspeita deu-se em razão do Estado de São Paulo ocupar o segundo lugar na ocorrência desta doença, com predominância nas regiões de Ribeirão Preto, pois lá a agroindústria da cana-de-açúcar é a mais importante atividade rural, e levou ao desmatamento quase total da região.

O Hantavírus tem seus sintomas notados entre três a sete dias após a contaminação, é confundido com uma gripe, apresenta dor de cabeça, febre e dor no corpo, tosse seca e falta de ar, se não diagnosticado após 24 horas o quadro evolui e o paciente poder morrer sufocado.

Desta forma qualquer Lei Estadual, ou Municipal que estabeleça novas regras para as queimadas, vai contra a Constituição Federal e Política Nacional do Meio Ambiente que proíbe todo tipo de poluição, além de não considerar o amor, o respeito à saúde dos seres Humanos, a vida e na sobrevivência das espécies, E A TERRIVEL CRUELDADE AOS NOSSOS IRMÃOS IRRACIONAIS QUE MORREM QUEIMADOS.

Assim está nas mãos dos nossos legisladores , da Justiça e do Ministério Público o fiel cumprimento das leis ambientais, um ato que com certeza terá aplauso da maioria da população consciente, ou vamos fazer de conta que está tudo bem, e permitir que nossas crianças, velhos, doentes, continuem respirando a ar poluído das queimadas?

Não devemos por a culpa no desemprego para a destruição do ecossistema, que afinal das contas e nossa habitat e a sobrevivência da vida na terra, e após isso???

Exercite a cidadania: combate às queimadas é dever de todos. Fonte dados cientificos Agência USP de Notícias, (www.paubrasil.org.br).

O Governador Jose Serra na visita que fez (21/03/2007) na região de São José do Rio Preto-SP, nos deu uma esperança, ele garantiu uma maior fiscalização nos canaviais, monitoramento das agressões ao meio ambiente, nas queimadas que prejudicam o ar e as saúde de um ser que sofre: o homem. Não somos intransigentes, a nossa crítica é a falta de regras quanto a cultura da cana de açúcar, temos que olhar primeiro para o ser humano, para sua saúde, seu desenvolvimento social em áreas limpas e saudáveis. Não esperamos ver no horizonte colunas de fumaça como em 2.006, esperamos que nossos quintais, nossos olhos e narinas não ardam com essa poluição, esperamos que respeitem a nossa constituição no seu Art. 225 onde diz que: "Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. "



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 18h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





MORTE NAS QUEIMADAS...O TAMANDUA

MORTE NAS QUEIMADAS...O TAMANDUA

MORTE DE ANIMAIS NAS QUEIMADAS. (hISTORIA DO TAMANDUA)

A TV TEM de São José do Rio Preto noticiou hoje(15/11/2006) a mortandade de vários animais vitimas das queimadas nos canaviais, é muito triste, revoltante, causa indignação e náuseas.

O que o homem faz por causa de um progresso passageiro equivocado???Essa covardia é de assustar

A Ambição humana é descabida, sem compreensão, irracional. E as autoridades? As leis?...

O nosso conforto não pode ser conquistado de forma tão cara e cruel, com muita dor e morte prejudicando a fauna, a flora e a nós mesmos. Ou a vida só pertence a nós, a outros animais não?

A natureza pede socorro, vários cientistas e estudos, estão alertando para o aquecimento global.

A alienação e a irresponsabilidade está nos levando ao abismo, até que um dia vamos ter que fugir para algum lugar que não existe, pois até onde conhecemos o único planeta no universo que sustenta a vida é o planeta Terra.



O TAMANDUÁ


Um tamanduá andava pelo seu mundo, entre árvores, galhos, flores, frutos e as formigas... Sempre foi assim, ninguém os incomodava, olhava as planícies, fugia de seus inimigos naturais, assim tocava sua vida instintivamente.

Certo dia veio um monstro de aço foi derrubando tudo, deixou as terras limpas e reviradas, ele e outros animais trocaram de morada foram para outros capões de mato, e por ali eles ficaram.

A planície vermelha da terra revirada com o tempo foi ficando verde com aquelas plantas estranhas que nasciam rapidamente. O tamanduá olhava desconfiado, mas ficava por ali mesmo. Enquanto isso outros animais já se haviam aventurado por lá, até que era bom!!!

Assim certo dia o tamanduá resolveu entrar acompanhado de seu filhote no meio daquela nova mata estranha, quando de repente percebeu que havia fumaça e labaredas de fogo por todos os lados, olhou para seu filhote desesperado, uma lebre correu rapidamente para dentro do fogo, se contorceu alguns minutos e morreu. O tamanduá aflito para salvar seu filhote olhou para o céu queria ver a direção da fumaça, mas o vento também confuso fazia redemoinhos e nada definia...

O fogo foi aproximando rapidamente... Seu filhote olhou para o lado e o seu instinto de luta pela sobrevivência o fez pular no fogo e sumiu. O tamanduá no meio daquele inferno de fogo e fumaça corria atordoado para todos os lados, até que viu uma saída aonde o fogo já havia passado com sua destruição. Naquele rastro negro: aves, tatus, outros animais, todos mortos, entre eles um pequeno tamanduá que parecia seu filhote, mas estava deformado, contorcido, e não havia mais aquele cheirinho que todos sentem pelas suas crias que pudesse o identificar, tudo era cinza com aquele odor horrível do fogo. E ele cambaleante saiu fora dali chamuscado com muita dor por causa das queimaduras e pela tristeza da morte de seu filhote.

Sozinho e aturdido tomou a estradinha foi caminhando devagar com muita dificuldade, quando ali perto ele viu uma casa, os cães latiam, mas ele não teve medo, não sabia por quê? Mas algo o impulsionava naquela direção. Perto da cerca com os cães em volta acuando, apareceu por ironia um homem jovem que o acolheu , colocou num pequeno cercado e depois outros homens o levaram para ser curado das suas feridas e traumas. Assim o pobre animal seria novamente reconduzido a natureza para continuar a sua saga.



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 17h56
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Etanol: Uma ponte estreita.

Em primeiro lugar o etanol não é uma energia totalmente limpa. A destruição do meio ambiente é gigantesca, impiedosa contra os animais silvestres, explora os trabalhadores, e as queimadas nos canaviais que possui gases nocivos à saude e a atmosfera, sem dúvida alguma é um dos maiores poluidores no interior do Estado de São Paulo que antes era limpo e saudável.

No ecossistema, seus elos biológicos vão ser quebrados por causa do desmatamento, queimadas etc. e com isso aumentarão as pragas e exigirão maior quantidade venenos agrícolas que contaminarão o lençol freático, os rios.
É um agente econômico (cultura) que não garante sua própria sobrevivência, pois depende de chuvas, de água, do clima, uma vez ser ela mesma agressora do meio ambiente e pode provocar mudanças climáticas que vão influir nas colheitas e na produção dessa cultura e de outras.

Não sei com o que estão sonhando? Talvez o abismo que estamos prestes a cair nos leva as loucuras do desespero de atravessar sobre uma ponte estreita com alucinações de chegar do outro lado e encontrar o paraíso, mas no entanto o outro lado é apenas o lado de cá só com uma ponte no meio...

O que precisamos é mudar os costumes, consumo, e olhar para nosso interior como seres humanos, e prestar mais atenção na VIDA, é o que realmente nos interessa, olhem para uma criança ao seu lado, se for seu filho imagine qual a herança vamos deixar como o nosso comportamento atual...

Somos contra a cultura da cana de açúcar da forma de cultivo atual, porque ela não nos traz nenhum beneficio apenas o quintal sujo de fuligens, as narinas ardendo e olhos lagrimejando por causa da fumaça. O sofrimento dos velhos, crianças e pessoas alérgicas, a carbonização de animais etc.

Quanto a mecanização o prazo é muito longo, quantos de nós teremos resistências no organismo contra essa poluição cancerígena e tóxica durante esse tempo todo. Assim alem do problema ecológico é também um problema de saúde pública. Por que os governantes são cruéis? Por que jogaram 02 bombas atômicas no Japão? Por que estouram guerras sem sentido e matam crianças, velhos e jovens? Por que a violência mata crianças de 06 anos? Por que no trânsito somos milhares isolados a cerca de 2 metros de distância? Por que somos os que destroem, somos os que poluem, somos os vamos levar o mundo ao fim...??

O QUE É POLUIÇÃO? É uma definição difícil, porque na maioria das vezes ela representa o "progresso" que vai dar empregos, desenvolver uma região com construções de concretos, violência, favelas, novamente desemprego por causa do aumento da população, e o circulo vicioso continua, mais indústria, mais poluição, e a desculpa do crescimento novamente, até quando?
Desta vez não teremos uma Arca de Noé para nos salvar, a arca é o próprio planeta.



Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 17h52
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





QUEIMADAS NOS CANAVIAIS

QUEIMADAS NOS CANAVIAIS

Rivaldo R. Ribeiro-José Bonifácio-SP

As Leis ambientais não foram criadas para satisfazer os ecologistas, para discorrer sobre o mundo lírico da natureza, e sim elas foram criadas para proteger o meio ambiente e a vida.

Se uma pessoa coloca fogo numa capoeira ela comete um crime, a policia ambiental multa e leva o infrator à justiça, uma atitude louvável e correta a favor da saúde das pessoas e do meio ambiente. Por que então nos canaviais as queimadas que são gigantescas, assassina os animais, adoece as pessoas também com risco de morte, o governo permite, os políticos fecham os olhos, qual a explicação?

Em 2002, foi criada a Lei Estadual 11.241 que estabelece o fim das queimadas até 2021 onde o solo é plano. E para os solos que apresentam dificuldades para acesso das maquinas: até 2031. Será que nossos pulmões agüentam até lá? E, além disso, é mais um agravante para o aquecimento global. No entanto as leis estaduais são subordinadas à Constituição da República (Art. 225 proíbe a poluição). E a Lei 6.938 de 1981 que regulamenta a Política Nacional do Meio Ambiente é proibido todo tipo de poluição. O QUE É POLUIÇÃO?

E agora em 2.007? A nova safra da cana de açúcar será muito maior, as queimadas irão atingir grandes extensões de terras, a quantidade de animais carbonizados serão maiores, as nuvens da fumaça, as fuligens destas queimadas formarão mais gases tóxicos nocivos à atmosfera e a saúde das pessoas. Um crime contra a fauna, flora, e a humanidade...

O homem faz suas análises imediatistas, mas as previsões para o futuro bem próximo não são nada boas: Aquecimento Global está provocando o derretimento das geleiras, desertificação, escassez de água, chuvas torrenciais em alguns lugares e secas e outros, um total desequilíbrio climático.

"Nós que habitamos em lugares que sempre ficou longe da poluição, agora corremos o risco de enfrentar uma mudança drástica no nosso ar e no clima, sem tempo algum para uma possível adaptação, se é que isso existe adaptação à poluição... Urbi et orbi (uma aldeia tem o exato tamanho do mundo para quem sempre nela viveu)".

Aos que teimam nas práticas criminosas de agressão meio ambiente, ou se acovardam em nada dizer, nada alertar,em nada fazer: olhem para uma criança próxima a você, pode ser seu filho, seu vizinho, seu neto, algum parente, e imagina o clima que eles vão enfrentar daqui alguns anos. Nós provavelmente não estaremos mais aqui...Mas que herança triste vamos deixar para eles!!!




Postado por RIVALDO R. RIBEIRO às 17h44
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]





Número de visitas :

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 





VEJAM O NOVO BLOG

ALDEIA MUNDUS II



Clique nas Categorias:


Todas as mensagens

Meio ambiente e Natureza

Queimadas em canaviais.

Agua.

F o t o s-Vídeos/Opinião

Opinião/Notícias






Participe de várias

petições ao redor

do mundo:

 



   LINKS DO T E M P O:

Clima Estado São Paulo(UNESP-IPMET)    

Tempo Satélite

Monitoramento Umidade do ar: 

 

Instituto Nacional de Meteorologia

CLIMA TEMPO  


Cidades: Adolfo,Ubarana, José Bonifácio, Rio Preto, Araçatuba


SUDESTE:


SUL:


MEUS BLOGS:

Atitude Cristã:Caminho da Paz

Jesus Cristo:O Bom Pastor

Anunciar o Evangelion

São Francisco de Assis 

Aldeia Mundus:Meio Ambiente

Aldeia Mundus II 

Painel Geral 777 

Montanhas Azuis

Sintonia 777 

Caminho Franciscano 




Quem passou por aqui:



LINKS:












WWF alerta: valorizar a Natureza é o melhor meio de protegê-la





Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis
 SÃO FRANCISCO DE ASSIS
 ATITUDE CRISTÃ-José Bonifácio-SP
 SECRETARIA MEIO AMBIENTE-SP
 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE
 CONAMA-Conselho Nacional do Meio Ambiente
 ONG WWF-Brasil
 GREENPEACE
 AMIGOS DA TERRA
 RIVALDO R. RIBEIRO: OPINIAO MONOCULTURA CANA DE AÇUCAR-2006
 FOLHA ONLINE
 FOLHA ONLINE-AMBIENTE
 S.O.S. Mata Atlântica
 **LINK-Lei da Natureza
 **I B A M A-Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis
 INICIATIVA VERDE- Carbon Free
 DIARIOWEB-Meio Ambiente
 FUMAÇA SOBRE A SAÚDE-Portal Unesp
 Impacto da queimada da cana(Açúcar ético)
 INSTITUTO ROMÃ.(Fundada pelo renomado educador naturalista Joseph Cornell )
 INPE-Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
 Ambiente Brasil-Portal ambiental
 O QUE FAZER COM O LIXO
 TRIBUTO A CIDADANIA
 PORTAL DO VOLUNTÁRIO
 INSTITUTO SOCIO AMBIENTAL
 Ipê-Instituto de Pesquisas Ecológicas
 O QUE É EDUCA REDE?
 DE OLHO NOS MANANCIAIS
 OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA
 FUNDAÇÃO MOKITI OKADA
 MEIO AMBIENTE BRASIL
 O QUE FAZER COM O LIXO
 SOCIEDADE PESTALOZZI DE SÃO PAULO
 ENVOLVERDE
 CENTRO CLIMA- Centro de Estudos Integrados sobre Meio Ambiente e Mudanças Climáticas
 FAUNA BRASIL-O portal da fauna brasileira
 ECOTERRA
 CLICK ARVORE
 I B G E::Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística
 DIÁRIO DE BIOLOGIA
 BOTÂNICA ONLINE
 ADITAL-Noticias da America Latina e Caribe
 BBC-Brasil
 Ecodebate-Cidadania e Meio ambiente
 CPT-Comissão Pastoral da Terra
 CONSCIÊNCIA
 L I X O Z E R O
 ROTA BRASIL OESTE
 ARVORES DO BRASIL
 ARVORES- ESALQ-USP
 PEA-Projeto Esperança Animal
 ONG ECOPRESS-Agencia de noticias ambientais.
 APASFA-Associação Protetora dos Animais São Francisco de Assis
 Energia Eólica- Tecnologia
 ANA - Agencia Nacional de Águas
 CIENCIA EM DIA-Blog.da Folha-Marcelo Leite
 P E A -Projeto Esperanca Animal
 CATALOGO SUSTENTÁVEL (PRODUTOS E SERVIÇOS)
 HISTORIANET, a nossa historia
 INSTITUTO ETHOS de Empresas e Responsabilidade Social
 ISA::Instituto Socioambiental
 MERCADO ÉTICO-Portal sobre sustentabilidade
 Catálogo de fraudes na internet
 IDEC-Parceiro do Consumidor
 Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção
 SOS FAUNA -Brasil
 OLHAR ECOLOGICO:(Blog editado por Frei Pilato Pereira)
 ECOLOGIA & ESPIRITUALIDADE
 Portal AprendiZ
 GeoMundo:paixão pela Geografia
 SUIPA-SOCIEDADE UNIÃO INTERNACIONAL DE PROTEÇÃO AOS ANIMAIS.
 PRIMEIRO CARRO-(Como tudo comecou)
 PLANETA TURISMO
 ASSOC. RECICLADORAS DE PAPEL
 EXCELÊNCIAS (Informações sobre parlamentares brasileiros)
 IMAZON-Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia.
 UNIVERSIDADE DA ÁGUA
 ADOTE UM FOCINHO- "Cada vez que você compra um filhote, morre um animal na carrocinha ou num abrigo."
 UOL CIÊNCIA E SAÚDE-AMBIENTE
 RENABIO-Rede Nacional de Biomassa Para Energia.
 INSTITUTO AKATU
 PROJETO MUNICIPIO VERDE -SP
 GREENPEACE BLOG
 MINISTÉRIO DO TURISMO-O portal Brasileiro do Turismo
 OUTRA AGRICULTURA-Agricultura de verdade,comida de verdade e meio ambiente por inteiro.
 ACMedia - Associação Portuguesa de Consumidores dos Media
 EcoWorld-The Global Environmental Community...
 CIÊNCIA HOJE-On-Line
 A V A A Z.ORG-O mundo em ação
 ECOLMEIA-Ecologia,Meio Ambiente e Reciclagem
 Dr. Américo Canhoto(Ecologia, palestrante, Médico Homeopatia e os florais de Bach)
 ENSP-Escola Nacional Saúde Pública
 FUNDAÇÃO GAIA
 Ondas3-Blogue de Portugal sobre temas ambientais
 GMWatch
 REPÓRTER BRASIL-Combate ao Trabalho Escravo,Jornalismo Social e Comunicação Comunitária.
 CIMI-Conselho Indigenista Missionário.
 GLOBO AMAZÔNIA-
  Meio Ambiente:Informações sobre preservação ambiental-UOL ciência e saúde.
 A CARTA DA TERRA EM AÇÃO
 MAPA DA INJUSTIÇA AMBIENTAL E SAÚDE NO BRASIL
 Rede Brasileira de JUSTIÇA AMBIENTAL
 Press Centre/GREENPEACE INTERNACIONAL
 QUEIMADAS NOS CANAVIAIS: SCIELO BRASIL-Saúde e Sociedade
 CETESB-Centro Tecnológico de Saneamendo Básico:Companhia Ambiental do Estado de São Paulo.
 MPF- CARNE LEGAL
 UDOP-União dos Produtores de Bioenergia
 GAIA-Justiça ecologica e social
 SIGAM - Sistema Integrado de Gestão Ambiental
 LICENCIAMENTO AMBIENTAL
 AÇUCAR ÉTICO:respeito ao homem e meio ambiente
 ONU-Nações Unidas no Brasil
 ONU VERDE-O que você está fazendo para cuidar do meio ambiente?
 REDE DE INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO - SES/SP
 BRASILAGRO-Informações para você ter opinião.
 SOS Rios do Brasil-Educação ambiental e preservação hídrica.
 DICAS PARA BLOG



CONTATO


 






“Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”.
Art.225 CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988


HISTÓRICO:
Escolha o período para ler as mensagens arquivadas: